Esses Moleskines foram a primeira iniciativa da Evernote fora do mundo digital. (Fonte da imagem: Divulgação/Evernote)

O Evernote quer deixar de ser apenas um fenomenal serviço de compartilhamento de anotações e se tornar uma plataforma completa. É isso que afirma Phil Libin, presidente da empresa, que afirmou em entrevista estar pensando em criar hardwares “mágicos” para a plataforma em um futuro próximo.

Segundo o executivo, a empresa deseja começar colaborando com fabricantes em termos de design. Em até cinco anos, porém, a ideia é fabricar um dispositivo próprio e criar novas tendências, deixando de existir em plataformas já existentes e transformando o Evernote em mais do que apenas um serviço web.

Libin não deu detalhes sobre o plano e foi bastante cuidadoso para dar a entender que nada está sendo desenvolvido no momento. Mas todos sabemos que decisões como essas não são tomadas de imediatos. Se a Evernote pretende crescer nesse sentido, com certeza algo já está caminhando.

Cupons de desconto TecMundo: