As maiores redes sociais ocidentais estão se unindo para desenvolver um banco de dados de fotos e vídeos que incitem o terrorismo. Facebook, Microsoft, Twitter e YouTube vão utilizar a mesma base de dados para identificar imagens e vídeos via "impressão digital única". Dessa maneira, as redes esperam eliminar esse conteúdo de forma mais rápida.

"Não há lugar para conteúdos que promovam o terrorismo dentro de nossos serviços ao consumidor", explicaram todas as companhias em texto conjunto. "Quando formos alertados (de tal conteúdo), tomaremos medidas rápidas contra isso para que o conteúdo fique de acordo com as nossas políticas respectivas".

De acordo com o anúncio, as fotos e os vídeos que incitarem terrorismo não serão deletados automaticamente das plataformas. Em vez disso, a rede social em que o conteúdo foi postado vai analisar e determinar se ele viola os termos de serviço.

"Estamos comprometidos em proteger a privacidade de nossos usuários e também a habilidade de eles se expressarem de maneira livre e segura em nossas plataformas", diz o texto.

Acompanhe a declarção das empresas na íntegra aqui.

Cupons de desconto TecMundo: