Muitas pessoas sabem que há muitos contratempos para um fã de video games. Em várias ocasiões, os compromissos afastam os gamers das suas horas de diversão na frente da telinha. Embora incomum, no caso inverso ele precisa deixar muitas coisas de lado quando ele leva os jogos eletrônicos como uma profissão séria. Mas, para um jogador profissional nos Estados Unidos, o amor falou mais alto e ele precisou desistir de um campeonato mundial porque a competição seria no mesmo dia do seu próprio casamento.

Shin "Hydra" Dong Won é um jogador profissional do game de estratégia Starcraft II: Legacy of the Void. Ele também é um dos competidores mais antigos e reconhecidos pelos fãs da franquia produzida pela Blizzard. O sul-coreano, que hoje mora nos Estados Unidos, conseguiu a sua classificação para o campeonato mundial organizado pela empresa anualmente, chamado de WCS Global Finals.

Foram meses participando de competições e acumulando pontos para o ranking oficial da empresa. Isso incluiu uma vitória na DreamHack Open: Austin contra oponentes de todo mundo em agosto e o segundo lugar consecutivo na liga norte-americana — dois títulos de peso para um jogador profissional. Mas, infelizmente, ele não poderá participar da grande final porque o seu casamento está marcado desde o começo do ano com a sua namorada da Coréia do Sul.

Hydra, ao vencer a segunda temporada da WCS em 2016

Uma pitada de azar na história

Todo esse conflito de datas também teve um ataque de infelicidade ao jogador. O matrimônio foi marcado no dia 29 de outubro pensando nas famílias dos noivos e também na possibilidade do competidor se classificar para o mundial. Como a Blizzard geralmente realiza as finais da WCS no início de novembro durante o seu evento anual da BlizzCon, o jogador teria tempo suficiente para celebrar o casamento na Coréia do Sul, voltar aos Estados Unidos e se preparar para a competição.

Acontece que, dessa vez, a Blizzard resolveu fazer uma agenda diferente para o evento. Ao contrário dos anos anteriores, a empresa separou o torneio em duas etapas: uma no final de outubro e outra em novembro, durante a BlizzCon. Com o conflito de datas, o jogador buscou a Blizzard e pensou em soluções junto dos representantes do estúdio, mas ambos os lados concluíram que não poderiam mudar o campeonato ou o casamento com tão pouco tempo restante.

O choque de compromissos também criou outra decepção para Hydra. O jogador quer começar o serviço militar obrigatório na Coréia do Sul no final do ano, e esse mundial seria o seu “último grande evento” antes de afastar temporariamente do cenário profissional. Infelizmente, ele não conseguirá cumprir esse objetivo também.

Jogador participará de um showmatch durante o campeonato internacional depois que o casamento ser finalizado

Curiosamente, a desistência ajudou a simplificar ainda mais o campeonato. O sul-coreano Kim "viOLet" Dong Hwan e o polonês Mikolag "Elazer" Ogonowski estavam empatados na oitava colocação do circuito profissional de StarCraft II. Mas, com a saída de Hydra, ambos serão classificados automaticamente para o evento e não precisarão realizar uma disputa final por uma só vaga.

Para compensar a perda, a Blizzard ofereceu a oportunidade para o jogador participar de uma partida “showmatch” durante as finais internacionais da WCS — um convite que o sul-coreano já aceitou. Assim, ele pode voltar às arenas de competições logo após o seu casamento e fazer uma participação emocionante contra os melhores do mundo. Aí está um jeito de começar a vida de noivo com muito estilo, não acham?

Especial eSports: Entenda tudo sobre o mundo dos video games competitivos na matéria completa do TecMundo Games!

Via TecMundo Games.

Cupons de desconto TecMundo: