A situação continua pegando fogo na segunda etapa do Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL 2016). A equipe Red Canids, atualmente na penúltima colocação do circuito profissional, anunciou na última segunda-feira (13) a contratação de Daniel "Daniquest" Cerruti, um novo jogador que assumiria a rota do topo no time titular. Porém, em questão de 15 minutos, a organização revelou que ele foi afastado e banido do cenário profissional pela Riot Games pela prática de “elojob”.

A infração realizada por Daniquest corresponde a receber dinheiro para evoluir o ranking de contas de terceiros. Outros jogadores do cenário profissional de League of Legends já foram afastados por um ano pela mesma prática, incluindo André "esA" Pavezi, hoje atuando como o atirador da Keyd Stars.

A contratação, segundo o clube, visava recuperar a má fase na segunda etapa do CBLoL 2016. A Red Canids abriu a temporada com seis pontos negativos, todos debitados pela inscrição incorreta de três jogadores.

Caso se mantenha na mesma colocação até o final das próximas rodadas, a Red Canids disputará o rebaixamento contra o último colocado da tabela (atualmente a Big Gods, com 11 pontos negativos). O perdedor do confronto desce para o Circuito Desafiante, a “segunda divisão” da temporada profissional da Riot Games.

A última atuação de Daniquest no cenário profissional foi no classificatório do Circuito Desafiante pela Ilha da Macacada Gaming. Na ocasião, o time foi eliminado pela CNB Infinity, mas comprou posteriormente a vaga adquirida pela Overload. O jogador também foi um dos primeiros a passar no projeto “Preparando Campeões” da CNB e-Sports Club, mas deixou a iniciativa do clube dizendo que iria regredir ao lado de jogadores de níveis inferiores.

A cobertura completa do Campeonato Brasileiro de League of Legends você confere aqui mesmo no TecMundo Games!

Via TecMundo Games.

Cupons de desconto TecMundo: