Eles não estão para brincadeira (Fonte da imagem: Reprodução/Fik Observatory)

Depois do escândalo da espionagem internacional que a NSA pratica ter sido revelado por Edward Snowden, vários outros “podres” da agência têm borbulhado na imprensa. A mais nova acusação é referente à forma como o órgão consegue se infiltrar e espionar seus alvos.

De acordo com o Spiegel, o grupo Tailored Access Operations (TAO) — Operações de Acesso Adaptado — é capaz de interceptar encomendas de computadores e outros eletrônicos e instalar software e hardware espião em praticamente qualquer sistema. Assim, antes mesmo de um consumidor comprar e receber seu equipamento, ele já pode ter chegado ao depósito das revendedoras com um “grampo”.

Além disso, nos documentos em que o Spiegel se baseia, há informações de que em equipamentos da Cisco e da Huawei o TAO é especialista — tanto que consegue se infiltrar e manter acesso permanente em qualquer aparelho dessas duas marcas, mesmo que atualizações de firmware sejam realizadas.

Depois dessa revelação, a Cisco se pronunciou dizendo que não colabora com a agência na espionagem norte-americana. O periódico ainda explica que o grupo TAO da NSA está focado em invadir redes estrangeiras para manter vigilância.

Cupons de desconto TecMundo: