Saia já!

Você dedicou anos da sua vida para conquistar o amor daquela menina que estudou na sua sala desde a quinta série. Passou boa parte da sua infância para estabelecer uma amizade verdadeira e sincera com seu vizinho.

Enquanto o amor e a amizade perduram no convívio entre duas pessoas, os astros conspiram para que tudo dê certo. O trabalho deixa de ser estressante, estudar para provas da escola ou faculdade deixa de ser um martírio e levar aquela bronca do chefe ou da mãe nem faz tanta diferença.

Tudo vai bem, até o dia em que aquela pessoa, que você tanto admirava, fere seus sentimentos. Você não tem outra saída. Olha para o seu ex-amado e diz: “está tudo acabado entre nós”. Fato constatado: o pior momento de um relacionamento é quando ele termina.

A única coisa que você quer é esquecer aquele indivíduo ingrato que dilacerou seu coração. Eis que começa seu maior pesadelo. Levando em consideração que passamos em média 22% do nosso tempo conectados com a internet e as redes sociais, deixar de descobrir as atualizações no perfil de quem nos magoou nem sempre é uma tarefa simples.

Parece que quanto menos queremos saber sobre determinada pessoa, mais notícias recebemos sobre ela. Não adianta xingar no Twitter, mudar o nick no mensageiro ou cancelar a conta no Orkut. O destino sempre dá um jeito de aproximar o “encosto” de você. Chega de atormentar sua sanidade, está na hora de você fazer um exorcismo digital e se libertar do tomento mental que é acabar uma relação.

Coração partido.

Para de me seguir!

O “cantar” do passarinho mais famoso da web pode não ser um bom sinal. Principalmente se o aviso refere-se a um tweet do seu ex-amigo pedindo desculpas – por tabela, lógico – que chegou à sua timeline. Entretanto, não há reply ou retweet que faça você voltar atrás na sua decisão.

Você ignora a mensagem, finge que nem notou ela surgir e permanece na tela do seu PC por mais de 10 segundos (pensamento inevitável: “maldita hora que instalei esse aplicativo para o Twitter”). Mas o “imprestável” insiste em enviar comentários desconsolados. Não sabe como resolver essa situação? A Central de Relacionamentos do Baixaki sugere:

- Junte uma boa dose de coragem;

- Esqueça que você já foi uma pessoa amável, não tenha dó;

- Dê um unfollow nele!

Tweet sem compartilhamento.

Entretanto, seu problema não está completamente solucionado, pois o microblog é um canal de comunicação de mão dupla. Arrependido, seu ex-parceiro de balada, futebol nos finais de semana ou video game começa a responder incessantemente as novidades que você dispara no serviço online. Para esse tipo de usuário desagradável, você pode utilizar algum cliente do Twitter para silenciá-lo, como o Brizzly.

Eu sei por onde você anda

Se um gênio do amor surgisse assim que você terminasse um relacionamento, qual seria o seu desejo? Com certeza, muitos pediriam para ter um tempo longe de tudo e de todos. Convenhamos, nada melhor para obter paz de espírito do que sumir do mapa!

Bem, caros leitores, com um perfil no FourSquare isso é praticamente impossível. Viajar para uma ilha deserta só vai funcionar se no arquipélago não tiver internet. A ferramenta de geolocalização é uma arma e tanto para sua ex-namorada aporrinhá-lo seja lá onde estiver. Prepare-se para encontrá-la, “por acaso”, a 23 graus negativos no topo da Cordilheira dos Andes em plena véspera de Natal.

Eu sei onde você estava na semana passada!

Com a maior cara-de-pau, ela vai dizer: “Nossa! Você por aqui. Só pode ser coincidência”. Aconselhamentos:

  • Mantenha a calma, em hipótese alguma entre em desespero;
  • Jamais a empurre ou se jogue do cume.

Nem tudo está perdido, ainda há uma esperança de usar o poder da web a seu favor. Antes de excluir sua conta nesta rede social, experimente o Avoidr – um serviço online que permite você descobrir os lugares que não devem ser frequentados. Excomungue a presença de pessoas indesejadas do seu caminho e abra novos horizontes para sua vida.

Acesso negado

Eis que nos deparamos com o maior problema ao dar fim a uma relação: os sites de relacionamento. Você chega em casa, liga o computador e faz login no Orkut. Logo na primeira página carregada estão as inúmeras atualizações do perfil do seu ex-cônjuge.

Dizeres do tipo “estou melhor sem ela” ou “chegou a hora de aproveitar a vida” e as miniaturas das fotos em festas animadíssimas é como uma adaga que atravessa a alma de qualquer um. Um mísero comentário que elogie a roupa da(o) ex-companheira(o) na imagem do perfil é motivo para ataques de fúria. A vontade de tacar o monitor na parede é grande.

Como se não bastasse o impropério do sujeito em querer aparecer, o nome dela (ou dele) não sai da lista de visitas recentes à sua página. Nossa notícia para estes casos não é muito animadora. A única saída é bloquear, ignorar, remover e tudo mais que for possível para eliminá-lo da sua rede de contatos.

Está tudo acabado entre nós.

O quê? Você usa o Facebook também? Então este não é o fim. O mecanismo do serviço que indica possíveis “amigos” será motivo de dor de cabeça. Aquele bendito “x” só apaga temporariamente a exibição. Que recurso incômodo foram inventar, no máximo, a cada três dias, lá está a foto do seu “encosto” sendo divulgada.

A fórmula para acabar com esta situação perturbadora não é exata, mas você pode tentar romper a ligação do seu perfil com qualquer pessoa que conheça o responsável por seu sofrimento. Outra opção é pegar o telefone, ligar para Mark Zuckerberg e exigir que sua ex-amada não seja mais anunciada em sua página. Em última instância, vale a pena tentar.

Você precisará ser forte. A tentação de espiar o que anda acontecendo com aquela pessoa insignificante perdurará por algum tempo. Não ceda. Quando estiver prestes a clicar no link para o perfil dela saída da frente do computador, vá tomar um café ou leve o cachorro para passear. Será menos doloroso, acredite!

Contato bloqueado

Os mensageiros instantâneos são ferramentas de comunicação fantásticas. Nada melhor que aquela conversa dinâmica com o seu par romântico que está longe antes de dormir. Mensagens amorosas, declarações apaixonadas e emoticons animados, depois da separação, não passam de palavras amassadas e jogadas no lixo.

Haja paciência para ler nicks com trechos de músicas melancólicas ou que incitem uma reviravolta no estilo de vida. As indiretas são apenas o início de uma estratégia ardilosa para causar remorso ou ciúme. Em estágios mais avançados, a pessoa renegada irá colocar fotografias com amigos mais “chegados”, prevendo que você irá acompanhar a mudança de imagem dela todos os dias. Que tática absurda, não é mesmo? É óbvio que você não vai fazer isso.

Nem pense nisso!

Sejamos sinceros, não falta vontade para abrir aquela janelinha do MSN e metralhá-lo com algumas “verdades” curtas e grossas. Entretanto, se fizéssemos isso, estaríamos nos rebaixando ao mesmo nível deles. Esqueça essa ideia, você é melhor. Você tem controle sobre seu emocional. Você consegue esquecê-la. Você está confuso. Você está carente. Ei, feche essa janelinha agora mesmo!

Chutando o balde

Em artigos anteriores preparadas pelo Baixaki descobrimos que a tecnologia é motivo para a briga de muitos casais modernos. Fomos além, se você não está contente com o seu relacionamento, demos dicas infalíveis para trucidar qualquer união pela internet. Desta vez, tivemos uma abordagem para quem está sofrendo com o pós-relacionamento.

Munido dos procedimentos apresentados, você está pronto para aproveitar do Orkut, Facebook, Twitter, FourSquare, MSN, enfim, seguir sua vida virtual sem a perturbação de “espíritos” que um dia cruzaram seu caminho. Caso a sua força de vontade fraqueje, e você esteja prestes a reatar o amor ou a amizade abalada, a última cartada fica por conta do Ex-blocker.

À procura de um novo amor?

Com este complemento para os navegadores mais populares é possível personalizar perfis do Twitter, Facebook ou blogs que devem ser bloqueados. Atualmente, já são mais de 11 mil ex-namorados e ex-namoradas marcadas na lista negra de usuários trapaceados pelo amor. Se nada do que explicitamos aqui adiantou para diminuir a sua amargura, lembre-se de que o tempo cura todas as feridas. Respire fundo, conte até dez e mentalize: “Está tudo bem agora”.

.....

Este artigo faz parte de uma série de textos que exploram assuntos diversos, sem perder sua relação com as tecnologias, de forma bem humorada. Nossa intenção é oferecer aos nossos leitores, além de conhecimentos tecnológicos, uma forma simples de entretenimento. Vale lembrar que todos os eventos descritos foram elaborados com objetivo de satirizar ocasiões comuns na vida da maioria das pessoas. Tenha uma semana mais alegre a apaixonada (S2). Até o próximo Erro 404!

Cupons de desconto TecMundo: