Estamos em época de eleições e, no próximo domingo (05), devemos votar em quem vai comandar o país pelos próximos quatro anos.

Mas como somos um site de tecnologia, porque não reimaginar esse cenário e colocar no lugar dos candidatos algumas das principais companhias de games que existem atualmente?

Leia o texto a seguir e veja quais poderiam ser algumas das propostas dos possíveis candidatos.

Electronic Arts: tudo será gratuito para usar

A Electronic Arts lançou hoje o seu programa de governo. Se eleita presidente do Brasil ela promete garantir escola gratuita para todos. Todas as pessoas poderão entrar nas escolas a hora que quiserem. Contudo, quem quiser estudar, precisará adquirir o professor separadamente em troca de algumas moedas douradas.

A empresa também promete passe livre ao transporte público: qualquer um poderá entrar nos ônibus espalhados pela cidade. Contudo, para ir de um ponto a outro será preciso adquirir moedas douradas e fornecer ao motorista (ou assinar um Season Pass, que dará direito à viagens por um período determinado).

Essas moedas serão uma espécie de moeda secundária da economia; qualquer um poderá trocar reais por elas para poder usufruir completamente dos serviços públicos, que serão gratuitos para usar.

Capcom: programa meu DLC minha casa

Na gestão da Capcom o programa de moradia será inteiramente financiado pelo governo. Todos poderão ter a sua casa própria a preços inacreditavelmente acessíveis. Segundo a empresa, os programas de subsídio à habitação do governo farão os imóveis passarem a custar muito menos do que custam hoje.

O único detalhe disso é que você pode até adquirir a casa, mas os quartos, a sala e o banheiro devem ser adquiridos posteriormente via DLC. O custo desses cômodos não estará incluído no projeto original — mesmo que, fisicamente, eles já estejam lá.

A Capcom também promete lançar um novo condomínio melhor que o seu e pelo mesmo valor a cada 6 meses (condomínios “fora de linha” não receberão atualizações).

Nintendo: sabemos o que é bom para você

A Nintendo quer controlar muito bem tudo o que acontece à sua volta, e o seu programa de governo será baseado nisso. Segundo os documentos enviados pelo partido, a ideia é investir pesado nas empresas do Estado. Somente o que for produzido pela Nintendo será aprovado pelos fiscais.

Outras companhias até podem fornecer serviços dentro do Brasil, mas somente o que for feito por ela é que terá incentivo. Além disso, somente quem for filiado ao partido da Nintendo poderá usufruir de seus serviços; quem não for será completamente ignorado pela empresa.

Contudo, os programas de educação, habitação e trabalho fornecidos por ela serão os melhores. A Nintendo já prometeu que transformará todo o sistema de educação em uma grande escola de ensino fundamental.

“Não é preciso investir em universidades quando ensino fundamental para crianças e adolescentes é completo”, disse o porta-voz da empresa. Mario estará engajado no programa de proteção aos animais silvestres, em especial ao projeto Tamar.

Sony: nossos programas exclusivos são melhores que os outros

A Sony sempre se gabou de ter os melhores exclusivos, e em seu programa de governo ela garante que isso não será diferente. A empresa promete dar apoio fundamental aos projetos estatais, garantindo serviços básicos de qualidade a todos.

A Sony pretende investir pesado na infraestrutura, construindo rodovias largas e grandes malhas ferroviárias por todo o país (mesmo onde não houver necessidade). O lema é “construir” e acumular poder para esfregar na cara dos outros países que tudo o que acontece no Brasil é melhor do que nos outros.

Kratos já foi escalado para comandar as forças especiais e já avisou que não vai subir ninguém. Ele também deverá garantir a segurança online e impedir que hackers invadam a internet no país.

Microsoft: não temos medo de errar

A Microsoft tem um projeto duro de governo, pelo menos no início. A ideia é que nenhum brasileiro possa sair de casa sem estar conectado à rede do governo, que irá monitorar tudo e todos durante 24 horas por dia. Com isso a Microsoft pretende acabar completamente com a criminalidade e fornecer serviços de qualidade a todos os habitantes. Afinal de contas, ela saberá exatamente o que é bom para todos.

Apesar de parecer radical, o porta-voz de campanha da Microsoft já deixou claro que esses programas podem mudar a qualquer momento. As políticas públicas serão alteradas sem aviso prévio caso o governo de outro país tenha feito algo melhor.

Se isso acontecer, a Microsoft passará a adotar as estratégias de sucesso empregadas por outros governantes.

SEGA: educação e modernidade

A SEGA chega na lanterna da disputa pela presidência, mas certamente tem ótimos programas de governo. Se eleita, ela promete incentivar a criação de cursos de datilografia e projetos modernos como esse.

Para fomentar o mercado de trabalho, ela deve investir em programas de incentivo à manutenção de eletrônicos modernos, como videocassetes e tocadores de CD. “Nós vamos fazer o Brasil brilhar novamente, esse é o nosso Dream (sonho), a nossa Quest para o Brasil”, revelou a candidata.

Escolha o seu candidato

Agora que nós já apresentamos as principais propostas de todos os candidatos, chegou a sua vez de participar. Para você, qual deles é o melhor?

.................

Atenção: este artigo faz parte do quadro "Erro 404", publicado semanalmente no Baixaki e TecMundo com o objetivo de trazer um texto divertido aos leitores do site. Algumas das informações publicadas aqui são fictícias, ou seja, não correspondem à realidade.

Ilustrações por: André Tachibana

Cupons de desconto TecMundo: