Você conhece alguém que não consegue passar por uma porta sem tocar na maçaneta? E alguém que precisa deixar a carteira sempre no mesmo bolso quando vai sair de casa? Certamente você já teve algum amigo que não se sente confortável ao andar por alguma calçada que possui um tijolinho que não está totalmente alinhado com os demais. Isso é um pouco do que conhecemos por TOC, ou transtorno obsessivo-compulsivo.

Mas você deve estar cansado de saber que o TOC não é restrito ao mundo físico, não é mesmo? Pois é... Há muitas influências dele em nossas ações na tecnologia. Podemos citar uma grande quantidade de exemplos, que vão desde a dificuldade em receber uma notificação sem olhar até as constantes trocas de equipamento pela insatisfação que ninguém sabe de onde surge.

Está curioso para ter mais detalhes sobre isso — e louco de vontade de encontrar exemplos conhecidos para sacanear os seus amigos no Facebook — agora mesmo? Então fique atento, pois nós vamos mostrar alguns dos exemplos que mais podem despertar a ansiedade e o TOC dos viciados em ansiedade e TOC dos viciados em tecnologia.

Se você ficou incomodado com o que acabou de ler... Temos uma má notícia!

O download que não termina

Um estudo do Departamento de Psicologia e Distúrbios Psicológicos da Faculdade Anglo-Luso-Nipo-Australiana de Psicologia Aplicada mostra que 96,7% das pessoas sofrem de algum tipo de distúrbio de ansiedade tecnológica. Os líderes do projeto afirmam que é difícil encontrar jovens entre 18 e 24 anos que não tenham qualquer tipo de alteração de humor relacionada a isso.

Entre os exemplos mais citados está a AGPFD — Agonia Geral Pré-Finalização de Download —, que foi descrita nos livros relacionados ao tema como uma das maiores mazelas da humanidade durante o século 21. A taxa de mortalidade é nula, mas há relatos de que muitos dos diagnosticados com ela podem desenvolver depressão, perda ou aumento de apetite, falta de sono, pororoca nasal e desajustamento no controle da orelha esquerda.

Se você não consegue dormir antes de realizar todas as atualizações no sistema operacional, deixa de comer para ficar olhando o progresso do download em seu computador ou então passa dias sem tomar banho para não perder nada do que acontece no seu gerenciador de torrents... É bom procurar um médico! Ou talvez dois! Não mais do que isso, porque vai ficar parecendo que você tem TOC com número ímpar!

Existe também um tipo de TOC digital que atinge uma boa parcela da comunidade gamer: a necessidade do download imediato. 87% das pessoas que sofrem desse problema se obrigam a acordar nos fusos horários japoneses ou europeus para que possam ter acesso aos games em versões digitais o mais rápido possível. Alguns especialistas chamam isso de TPGQSF, ou “Tensão Pré-Game, Quero Ser First”.

Notificações são um grande problema

“Olá, caro leitor do TecMundo! Eu tenho a leve impressão de que o seu smartphone acabou de receber uma nova mensagem. Não recebeu? Tem certeza? Olha... Eu acho que estou vendo uma luz de notificação piscando ali em cima da tela. Desculpe por eu voltar a falar sobre isso, mas realmente existe algo no aparelho! Aquela luz ali não pode ser normal! Existe uma notificação. Você não vai ver, não?”

Se você conseguiu ler o parágrafo anterior sem qualquer interrupção, então você é uma raridade na sociedade atual. É difícil receber alguma notificação e não ficar com muita vontade de ver o que ela significa. Será que é uma mensagem importante? Será que é um comentário no Facebook? Será que é um novo pedido de amizade ou não passa de um aviso sobre a baixa carga na bateria?

“OH, CÉUS! EU PRECISO VER ISSO AGORA MESMO OU ENTÃO TEREI DEZOITO ANOS DE AZAR ININTERRUPTO E MEU CORAÇÃO VAI PARAR ASSIM QUE OS SINOS DA IGREJA TOCAREM PELA DÉCIMA PRIMEIRA VEZ NA NOITE DE UMA QUARTA-FEIRA DE LUA CHEIA!”

Parece uma maldição, mas é apenas a sua mente desafiando você. Você é mais forte do que suas vontades? Você é um verdadeiro herói da nova era? Somente os mais bravos guerreiros conseguem suportar a ansiedade e passam mais de 20 minutos sem encostar no celular depois da primeira piscadinha de luz colorida. Você está sendo forte e resist... Você já olhou três vezes pro aparelho enquanto lia esse parágrafo, né?! Okay!

Meu hardware está tão defasado =/

No ano passado, a empresa Grape lançou o smartphone Universe Y6. Ele possuía tela de 4,5 polegadas, processador Qualcomm Snapdragon de 2,26 GHz, 2 GB de memória RAM e 16 GB de armazenamento. Ainda hoje ele pode rodar os jogos e aplicativos mais pesados que são lançados. Ainda hoje ele é um dos melhores aparelhos que você pode comprar em todo o planeta.

Neste ano, a empresa Grape lançou o smartphone Universe Y7. Ele possui tela de 4,6 polegadas, processador Qualcomm Snapdragon de 2,26 GHz, 2 GB de memória RAM e 16 GB de armazenamento. O seu Universe Y6 acabou de ficar sem graça, não é mesmo? Você não está sentindo que ele está engasgando ao rodar gráficos pesados? Olhando daqui parece que as imagens estão opacas.

É claro que não estão, mas a sua mente está tentando pregar uma peça em você. A sua mente é alimentada pela necessidade de atualização. É o que os pesquisadores chamam de “TOC Atualizador da Era Digital”, que está sendo explicado em um livro que ainda não foi lançado e nem escrito, mas que faria muito sucesso se algum desses “magos das finanças” decidisse escrever — o redator deste artigo quer uma porcentagem nas vendas porque deu a ideia.

F5, F5, F5, F5, F5, F5...

Você já deve saber que a tecla “F5” faz com que o navegador atualize a página carregada (se você não sabia, deve ter feito o teste agora e descobriu que funciona mesmo, obrigado por voltar até aqui e continuar lendo). E você também já deve ter pressionado essa tecla algumas dúzias de vezes depois de postar alguma foto maneira no Instagram ou um texto bonito no Facebook.

Há quem fique maluco enquanto espera pelo reconhecimento e isso resulta em atualizações constantes das páginas. É tanta ansiedade que ela mal cabe em uma única pessoa. É tanta ansiedade que você precisa atualizar o navegador e saber quem já viu o que você acabou de mandar! É tanta ansiedade que o redator do TecMundo já fez isso 13 vezes desde que postou o texto só pra ver se alguém gostou — mentira — verdade — mentira — só que não, mas sim ao contrário.

.....

Atenção: este artigo faz parte do quadro "Erro 404", publicado semanalmente no Baixaki e Tecmundo com o objetivo de trazer um texto divertido aos leitores do site. Algumas das informações publicadas aqui são fictícias, ou seja, não correspondem à realidade.

Ilustrações por: André Tachibana

Cupons de desconto TecMundo: