(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Depois de comprar o WhatsApp por mais de muitos bilhões de dólares americanos — um dinheiro que seria capaz de comprar todas as fábricas de paçoca do eixo centro-sul —, o Facebook adquiriu também a empresa responsável pelo Oculus Rift por US$ 2 bilhões — fontes anônimas afirmam que a aquisição foi feita com o troco de bala que Zuckerberg tinha.

Com os novos investimentos, é bem provável que o sistema de realidade aumentada/virtual seja colocado no mercado com mais rapidez. E como estamos falando do Facebook, há 99,999999324% de chances de uma série de funções sociais serem adicionadas ao aparelho. Isso significa que estamos próximos de um FARMVILLE DE REALIDADE AUMENTADA EM PRIMEIRA PESSOA.

E isso é apenas um pedaço de tudo o que pode ser oferecido pela nova gestão do Oculus Rift. Não se assuste se em breve você vir que há uma série de pessoas andando pelas ruas com os aparelhos. Será que ele é bom o bastante para concorrer com o Google Glass? Isso é assunto para outro dia, pois hoje nós vamos nos dedicar a imaginar as divertidas novidades do sistema.

Escola virtual

Acordar cedo para ir à escola não é uma tarefa muito legal. Há estudos nada concretos que provam que pelo menos boa parte das pessoas se sentiria melhor se pudesse frequentar as aulas sem sair de casa. Mas como isso seria possível, Tecmundo? Com o Oculus Rift, é claro! Basta conectar o aparelho e aproveitar todo o ambiente virtual das salas de aulas para obter todo o conhecimento.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Nós podemos até imaginar o slogan do produto: “Ambiente Virtual! Aula virtual! Conhecimento real!”. Não é algo genial? Talvez você tenha razão e não seja mesmo, mas o que importa é que as salas de aula poderiam ser muito mais divertidas com esse método. Os professores querem explicar o funcionamento da respiração? Então vamos ser uma hemoglobina em “primeira pessoa”.

Conhecendo novos ambientes

Com a chegada dos produtos no mercado mundial, surgirá também uma nova profissão: os “viajadores internacionais para pessoas com síndrome do pânico ou reclusão crônica”, também chamados de “VIPSPRC”. E o que essas pessoas fazem é muito legal. Elas vão levar outras pessoas para terem viagens incríveis sem que seja necessário sair da própria casa.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Conexões de altíssima velocidade entre o Oculus Rift de um VIPSPRC e de um contratante são realizadas e todas as imagens capturadas pela câmera do primeiro são enviadas para o segundo. Dessa forma, os contratantes podem ter emoções de conhecer novos lugares, experimentarem novos esportes radicais e fazerem o que a ilustração ali em cima mostra — nós sabemos que você pensou nisso.

Novas possibilidades de entretenimento

Deve haver algum programa de televisão de que você gostaria de participar. Pode ser um talk show que você quer ver da plateia ou então algum jogo em que você preferiria participar. Pois com os Oculus Rift Facebook Edition você vai poder. É verdade... O “Roda a Roda Jequitibá” ou o “Show do Trilhão” estão muito mais próximos da sua realidade — virtual — a partir de agora.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Basta colocar os aparelhos no rosto e aguardar o carregamento dos jogos. Na versão gratuita, você pode conferir tudo da plateia em um lugar no fundo, que fica atrás de uma pessoa muito alta. Com a compra de algumas moedas especiais, você pode conseguir assentos melhores, e, convidando 4 mil amigos, você pode ter participação direta, concorrendo a muitas barras de ouro, que valem mais do que dinheiro.

Em shows musicais isso também pode ser muito legal. Qualquer pessoa pode se sentir parte presente importante vital indispensável, pois está em cima do palco vendo o mesmo que a cantora Ivete Sanfrango veria. O mesmo que o baterista da RPM 22 enxergaria enquanto balança a cabeça. O mesmo que o astro do pop Justin Liver veria. E sem precisar suar e cansar ou pegar chuva e ficar de pé por horas!

.....

Atenção: este artigo faz parte do quadro "Erro 404", publicado semanalmente no Baixaki e Tecmundo com o objetivo de trazer um texto divertido aos leitores do site. Algumas das informações publicadas aqui são fictícias, ou seja, não correspondem à realidade.

Ilustrações por: André Tachibana

Cupons de desconto TecMundo: