Nós crescemos imaginando que o mundo poderia ser repleto de heróis poderosos e com habilidades especiais, mas depois de um tempo descobrimos que Super-Homem, Homem-Aranha, Mulher Maravilha e outros desses nomes são apenas obras da ficção. Só que não é por isso que a vida real não pode conhecer heróis de verdade, como são alguns dos exemplos com os quais convivemos desde a infância.

Os soldados do Corpo de Bombeiros, que arriscam suas vidas para proteger os outros, são alguns dos mais recorrentes exemplos citados pelas pessoas. E ainda há muitos outros, como os médicos que socorrem pessoas feridas durante as madrugadas ou policiais que lutam contra os criminosos em diversas situações perigosas.

Mas e a tecnologia? Será que ela conhece heróis? A verdade é que sim e que eles estão muito mais presentes do que pensamos. Estão espalhados por escritórios em todo o mundo, estão lutando contra os perigos que a utilização indevida de eletrônicos pode gerar e também estão prontos para livrar as pessoas de todos os males. Conheça-os agora mesmo:

“O carinha que conserta computador na empresa”

Atualmente, tornou-se muito difícil encontrar uma empresa que não tenha a presença de computadores no processo de trabalho. Mesmo que as máquinas não estejam diretamente ligadas aos funcionários, podem estar em centrais de controle de estoque, gerenciamento de pessoas e também em muitos outros momentos. Isso não é novidade para ninguém.

"2013 e ainda tem gente que clica nas Fotos da Festa Ficaram Ótimas" (Fonte da imagem: iStock)

O problema é que os computadores, apesar de serem criados com o que chamamos de “ciência exata”, não correspondem perfeitamente a isso. Há muitos momentos em que os usuários apenas estão navegando na internet e uma tela azul aparece. Ou então uma tela preta. Ou a tela explode... São muitas possibilidades. E, nesses casos, somente uma pessoa pode ajudar as empresas.

Estamos falando dos profissionais de TI, que acabam sendo chamados de “carinha que conserta computador” em alguns locais. Independente do nome que você dá para esse funcionário da sua empresa, lembre-se de que a vida dele não é muito fácil. Sim, o profissional de TI é um herói da nova era! Agora você deve ir até ele e dar um abraço para parabenizá-lo.

O aluno que sabe ligar o Datashow

Segunda-feira de manhã, frio e chuva. A faculdade está mais gelada do que o coração de um homem que maltrata cachorrinhos, mas você está lá. Lutando com todas as suas forças para manter os dois olhos abertos — ou pelo menos um de cada vez — para não ficar completamente perdido em relação à matéria. Você está lá! Mesmo querendo não estar.

"Funcionou! Aeeee" (Fonte da imagem: iStock)

De repente, você percebe que a sua professora está falando: “Classe, temos duas opções para a aula de hoje. Podemos fazer uma prova surpresa sem consulta, com matéria surpresa que ainda nem foi passada e vai contar 100% para a média do semestre, ou podemos assistir a algum filme de comédia para aproveitar a segunda-feira. O que vocês preferem?”.

Apesar de grande parte da turma (uma pessoa) torcer pela prova, a maioria vence e pede pelo filme. O problema é que o Datashow raramente é conectado da maneira correta, o que causa problemas e a não aparição das imagens na tela. Logo, a professora sempre acaba optando por dizer: “Já que não deu, vamos à prova!”.

Mas todas as salas de aula conhecem um herói, e é nesse momento que ele surge para ser glorificado nos braços do povo. Estamos falando do amigão da vizinhança, do boa-praça da faculdade, do vencedor das intempéries... Do aluno que sabe apertar “Windows+P” e fazer a imagem ser enviada para o Datashow. É pra comemorar de pé!

O amigo que “manja” de Photoshop

Banner para a festa da faculdade ou anúncio de um video game que você está vendendo. Em qualquer uma das situações, você vai precisar de uma imagem de qualidade para que o seu produto não seja renegado pelo público. Mas, se você não possui nenhum conhecimento em softwares de edição de imagens, o que vai fazer? Usar o Paint não é uma boa ideia, acreditem.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo (mas não a equipe de design))

É nesse momento que você pensa: “Conheço alguém que sabe tudo de Photoshop”. E esse amigo é um verdadeiro herói por vários motivos. Ele vai ouvir as suas necessidades, as suas sugestões, vai aguentar a pressão e vai criar um material excelente para que você consiga atingir o sucesso em sua ideia inicial. Sim! O bom usuário do Photoshop é um herói — ou um gênio, para conseguir decorar todos aqueles comandos e atalhos.

O Tecmundo adverte: só faça isso se você precisa promover algum evento de baixa relevância ou quer apenas vender um produto de baixo custo. Caso sua necessidade seja profissional, recomenda-se a contratação de um designer e pagamento condizente com a carreira dele. Se o seu caso é mesmo amador, pelo menos pague uma comissão para o amigo — mesmo que ele diga que “Não precisa, cara! Que é isso?”.

O redator do Tecmundo

Brincadeira, gente! Só tô querendo chamar a atenção!

.....

Atenção: este artigo faz parte do quadro "Erro 404", publicado semanalmente no Baixaki e Tecmundo com o objetivo de trazer um texto divertido aos leitores do site. Algumas das informações publicadas aqui são fictícias, ou seja, não correspondem à realidade.

Cupons de desconto TecMundo: