Nesta semana, a Apple apresentou como será o futuro do iOS — o sistema operacional utilizado nos iPhones, iPods Touch e iPads. Com isso, o mundo se dividiu em dois grandes grupos de pessoas: os que começaram a idolatrar o designer Jonny Ive e os que cogitaram a possibilidade de ele ter ficado maluco depois de participar de um curso chamado “Design on a Blender” (algo como “Design no liquidificador”).

Independente de qual seja o grupo em que você se encaixa, não há dúvidas de que o iOS mudou bastante. Segundo o professor Fernando Maxwelingtonilton, coordenador do curso de artes visuais da Faculdade de Artes do Atlântico Sul, o novo sistema operacional pode até mesmo ser encaixado em uma escola artística conhecida com “iverismo”, que já vem sendo vista há algum tempo. Mas o que é isso?

A origem tropical do Iverismo

Quando pensamos em cores, logo nos lembramos do Carnaval. A comemoração brasileira é uma das festividades mais coloridas de todo o universo — perdendo apenas para a festa do Pinhão Venusiano, que acontece na colônia que os habitantes de Vênus criaram em Júpiter — e foi nesse evento que o iverismo começou a tomar forma. Em 1975, a Estação Primeira de Mangueira já usava conceitos iveristas em seu desfile.

Clara relação entre o Carnaval e o iOS (Fonte da imagem: Reprodução/Wikimedia Commons)

Mas é preciso ir um pouco mais fundo para entender as origens dessa coloração toda. O carnaval é inspirado no clima tropical e o iverismo faz o mesmo. Poucas pessoas perceberam, mas, além de ser colorido, o iOS novo também possui muitas formas arredondadas. A inspiração disso vem das frutas coloridas de todo o Brasil. Ou vai dizer que você não percebeu que o nome “Apple” já é uma alusão a isso?

Quer mais uma prova de que o iOS 7 é um sistema operacional completamente tropical? O fundo de tela padrão dele é azul. Mas não estamos falando de qualquer azul. Estamos falando do “azul-da-cor-do-mar”. Pois é... As evidências estão ficando cada vez mais irrefutáveis, não é mesmo?

O cabalístico número “7”

Antes de começar a falar sobre a influência das estrelas nas escolhas da Apple, vamos fazer uma rápida pausa para uma piada infame: “Jonny Ive está mesmo pintando o sete!”. Fim da pausa para a piada infame.

Influência irrefutável dos arco-íris (Fonte da imagem: Reprodução/Wikimedia Commons)

Você já parou para pensar que o arco-íris possui sete cores? Já reparou que existem sete pecados capitais e sete virtudes divinas? Que o Carnaval ocorre sete domingos antes da Páscoa? Que existem sete mares? Sete notas musicais? E que o heptágono tem sete lados? Isso tudo seria apenas coincidência? Pois os iveristas acham que não.

E, por isso, quando o iOS chega à sétima versão, é claro que o número tem que causar alguma influência. A maior revolução estética da história do sistema operacional está claramente ligada às estrelas e aos astros. Agora, só precisamos descobrir exatamente como isso aconteceu. Pedimos desculpas, mas não conhecemos numerólogos bons aqui na redação.

Por que mudar agora?

Analisando a influência do iverismo e da numerologia sobre o design de Jonny Ive, fica fácil entender por que motivos ele decidiu mudar tudo no sistema operacional da Apple neste ano. É a sétima versão do iOS e a primeira de que ele participa diretamente. Jonny Ive não é o tipo de cara que gosta de passar despercebido pelos lugares, por isso ele teve que usar os seus conhecimentos mais avançados.

Misturando a influência dos países tropicais e as sete cores do arco-íris, Ive colocou os padrões iveristas em um liquidificador e então, nas palavras de Peter Beal, “serviu um suco de acerola adoçado pelo talento e gelado com a pureza da arte” no iOS. Ou vai dizer que você não consegue notar a influência vanguardista nos traços do novo sistema operacional?

.....

Atenção: este artigo faz parte do quadro "Erro 404", publicado semanalmente no Baixaki e Tecmundo com o objetivo de trazer um texto divertido aos leitores do site. Algumas das informações publicadas aqui são fictícias, ou seja, não correspondem à realidade.

Cupons de desconto TecMundo: