Para montar um computador, você pode querer uma placa de vídeo de uma marca, um processador de outra... E isso se aplica a vários outros componentes de hardware. Mas, na hora de comprar um celular, você pode fazer o mesmo? É claro que não. Infelizmente, o mundo dos smartphones é injusto com os apaixonados por personalização.

Mas o Tecmundo adora imaginar como seriam as coisas se o mundo fosse um pouco diferente. E, hoje, o que nós imaginamos foi um planeta mais bonito, mais cheio de vida e com possibilidades de customização para smartphones. É uma ideia incrível, não é? Então vamos conferir como seriam alguns dos smartphones mais comuns em todo o mundo.

Super Invader: ideal para os hackers

Um hacker precisa estar sempre pronto para agir, seja ao lado do bem ou no lado negro da Força. Para isso, ele sempre deve ter sempre em mãos as melhores conexões que o mundo pode oferecer. E como ele fará para obtê-las? Com antenas superpoderosas, é claro. E não estamos falando de apenas uma, pois conexões 4G e Wi-Fi precisam ser realizadas em fontes diferentes – até mesmo as acessadas sem autorização.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

O sistema operacional Android não seria o mesmo que você encontra nos smartphones das lojas, pois teria a base mais parecida com o Linux. Dessa forma, não haveria um único sistema invulnerável, pois os celulares dos hackers são verdadeiras armas de invasão. Não sabemos se essa informação é real, mas há quem diga que eles teriam conexão direta com a Matrix.

Vale dizer que ele também teria conexão com todos os tipos de mídia digital, incluindo cartões de memória e pendrives de alta densidade. Um teclado QWERTY físico é necessário, pois assim os hackers conseguem digitar suas linhas de comando com mais agilidade.

"MC"elular: pancadão no busão

“Eu só quero é ser feliz! Andar tranquilamente na favela onde eu nasci! E poder me orgulhar! DE ANDAR NUM ÔNIBUS SEM MÚSICA ALHEIA NO ÚLTIMO VOLUME”. Esse é o pensamento que muitas pessoas têm. Aliás, o tema já fez parte até do Erro 404 aqui no Tecmundo. Mas, hoje, não vamos hostilizar os funkeiros do busão, mas sim dizer como seriam os smartphones perfeitos para eles.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Para começar, a caixinha de som comum seria abandonada. No lugar dela, caixas potentes com subwoofers e cornetas poderosas para um melhor aproveitamento dos graves, médios e agudos seriam colocadas. Além disso, também haveria a presença de uma pequena pick-up para mixagem e softwares de edição de áudio, já com inserções pré-definidas. São elas:

  • “DJ Godofredo! Fa-fa-fa-fazendo a festa!”;
  • “M-m-m-MC Bola de Gude! O maior do Brasil”;
  • “Quem gostou faz barulhooooo!”;
  • “Uh! Uh uh! Ai ai ai ai ai!”.

Smarteskine: para o seu designer interior

Sabe aqueles caderninhos estilosos que você sempre encontra nas livrarias e papelarias, mas acha que são caros demais? Pois eles são a base para o visual dos smartphones favoritos dos designers. A alma artística dessas pessoas não deixa que os aparelhos sejam menos do que espetaculares – não é por menos que eles têm três telas.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Isso mesmo, existe uma tela frontal, com algumas aplicações básicas e comuns a qualquer smartphone (câmera para videoconferências e tudo mais). Mas quando o “caderninhophone” é aberto, os designers encontram toda a magia que a tecnologia pode proporcionar – não é feitiçaria, juramos.

Com duas telas interdependentes, os artistas podem realizar edições de imagens com aplicativos profissionais – incluindo Photoshop e Illustrator. As imagens podem, inclusive, ser capturadas por uma câmera de alta resolução que conta com sensor de 45 megapixels e tecnologia Professional Image Ultra Megaboga Blaster Maker.

Steam Mobile: gamers nunca mais vão reclamar

O Sony Xperia Play surgiu para ser o smartphone dos gamers, mas ele está muito abaixo do que os mais aficionados por jogos esperam. Por isso, pensamos em um aparelho que seria perfeito para aqueles que são os fãs mais exigentes de todo o planeta: os apaixonados por jogos de PC.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

E, como todos sabem, o sistema operacional que mais permite bons games para esses consumidores é o Windows. Por isso, o smartphone teria o sistema da Microsoft e centenas de opções de títulos disponíveis no Steam. Mas o que os gamers querem mesmo é saber qual o hardware do aparelho que seria criado para eles.

Processador de última geração, 32 GB de memória RAM e 2 TB de armazenamento seriam o bastante para você? E controles analógicos com botões anatômicos e distribuídos da maneira que você já está acostumado em seus consoles. É claro que precisaríamos de um cooler de alta potência para evitar o superaquecimento, mas quem se importa com o peso do aparelho quando ele pode “rodar Crysis no máximo”.

Tijolar: ideal para o dia dos pais

Quem também teria um celular personalizado seria o seu pai – e o meu também! Quem é que nunca foi ao shopping com o paizão e ouviu comentários parecidos com: “Bom mesmo era aquele meu celular que nem tinha cores na tela!”? E é por isso que o aparelho dele será o mais simples possível. Na verdade, nós pensamos em um que não tem como ele não gostar.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Em vez de teclado QWERTY ou tela sensível ao toque, as ligações são feitas por meio de um disco. Isso mesmo, para telefonar será preciso discar – o redator aposta que muita gente não sabia que a origem do termo “discar” vinha literalmente do disco. E o que mais vai ter no aparelho? Mais nada! Pelo menos o sistema operacional não travaria nunca.

.....

Atenção: este artigo faz parte do quadro "Erro 404", publicado semanalmente no Baixaki e Tecmundo com o objetivo de trazer um texto divertido aos leitores do site. Algumas das informações publicadas aqui são fictícias, ou seja, não correspondem à realidade.

Ilustrações por: Aline Sentone

Cupons de desconto TecMundo: