A internet é uma das melhores ferramentas que possuímos atualmente. É difícil encontrar um momento do dia em que não estejamos conectados ou esperando para estar. Mas será que todos nós nos comportamos direito quando estamos na rede? Será que nós nunca cometemos algumas gafes?

A verdade é que todo mundo faz coisas erradas. E mais do que isso, todo mundo faz algumas coisas que são realmente “ridículas”. Quer um bom exemplo? Quem nunca ficou olhando para o computador enquanto esperava alguma amiga – “amiga, aham!” – entrar para conversar? E essa é só uma das possibilidades. Veja agora algumas outras que são tão comuns quanto essa.

Email é melhor que agenda

Quando nossos antepassados dominavam a Terra e o papel ainda era mais importante do que o LCD, existia um artefato muito interessante para que as pessoas anotassem compromissos e lembretes. Talvez você não tenha tido acesso a esse tipo de material, mas elas foram muito utilizadas até o final da década de 1990. Estamos falando das “agendas” (não aquela da Google, as de papel).

Mas hoje, com o atual cenário em que estamos inseridos, os caderninhos de anotações e outros elementos parecidos foram substituídos pelos emails. É verdade, quem é que nunca mandou um email para si mesmo, apenas para se lembrar de fazer algum trabalho ou algo assim? “LEIA ESTE EMAIL” é o título e “compre pães e leite” é o conteúdo!

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Mas como existem muitas pessoas saudosistas no mundo, ainda é possível encontrar as agendas em lojas de antiguidades, papelarias e outros estabelecimentos. O problema é que é muito fácil se esquecer de olhar a agenda. É verdade, com internet no computador, telefone e tablet, quem vai se lembrar da agenda na mochila?

Segundo uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Pesquisas Inventadas, 50% das pessoas que compram agendas se esquecem de carregá-las quando saem de casa; 50% delas nunca têm uma caneta para fazer as anotações necessárias e 50% precisam mandar um email para si mesmas para que se lembrem de olhar as agendas.

Facebook egocêntrico

Você tem o hábito de falar sozinho? Se formos parar para pensar, pouca gente realmente tem esse costume. Mas então por que é que tantas pessoas (incluindo o redator deste texto) falam sozinhas no Facebook? Você já deve ter visto algo assim: alguém posta um link interessante e se ninguém curte ou comenta, o mesmo “postador” faz o trabalho sujo.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

O narcisismo fica mais claro quando a carência da pessoa fica forte. É aí que surge o “compartilhamento dos meus próprios posts que foram muito legais, mas ninguém viu porque eu devo ter colocado no ar em um momento inoportuno”. Acredite, você pode até pensar assim, mas a verdade é que existem 98,73% de chances de seus amigos não terem gostado do que você publicou.

Por isso, jovem, ouça o que o que estamos dizendo (ou leia o que estamos escrevendo, caso prefira). Aproveite que o Facebook é uma rede social e socialize com as outras pessoas em vez de a utilizar para interagir consigo mesmo. Você verá como isso pode ser muito mais divertido e interessante.

Twitter: o terror dos artistas

Você segue algum dos seus artistas favoritos no Twitter ou Facebook? Então você precisa acompanhar nossa nova dica: não faça com que seus amigos odeiem os seus ídolos. E é realmente possível despertar a raiva pelos famosos, graças aos constantes – e às vezes ininterruptos – retweets, compartilhamentos e replies das contas deles.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Imagine como seria acessar o seu Twitter e perceber que sua timeline está tomada por recados da sua melhor amiga para o vocalista da banda “Bob Broc e os Saladinos”. Você iria gostar? Nós achamos que não. Pior do que isso, há pessoas que realmente ultrapassam os limites e acabam irritando os artistas com suas mensagens sem fim.

Nesses momentos, alguns deles acabam ficando bravos e soltando palavrões nas redes sociais. Isso vai parar nos jornais, faz com que todos fiquem com raiva dele e logo os discos param de ser vendidos e os filmes param de ser assistidos, ele é demitido de todos os trabalhos, precisa vender a casa e vai morar embaixo de uma ponte. Tudo isso porque você o irritou no Twitter.

Quem ri por último não entendeu a piada!

Pense em qual foi o último vídeo incrível a que você assistiu no YouTube. Agora, tente se lembrar de qual foi o mais engraçado. Será que você mostrou para todos os seus amigos? Muita gente faz isso, encontra os filmes mais legais e começa a repassá-los para todo mundo que estiver online – o que não é nada errado."É agora.. Olha... Calma... Vai ficar bom!" (Fonte da imagem: iStock)

Mas antes de fazer as disseminações, lembre-se de que é importante saber se o vídeo é realmente engraçado. Caso contrário, em alguns minutos você vai perceber que está rindo sozinho em meio a várias pessoas com a cara de tédio mais entediada de todo o planeta – que não poderia ser expressada de melhor forma do que “¬¬”. Para saber se você é do tipo que sempre acaba mostrando vídeos chatos para seus amigos, faça um rápido teste.

( ) Você ri sozinho na frente do computador;

( ) Ninguém “curte” os vídeos que você posta no Facebook;

( ) Seu Twitter nunca recebe replies quando você posta links;

( ) Já chamaram você de “sem-graça”.

Se você marcou alguma das respostas acima, infelizmente você faz parte do grupo de internautas que não sabe identificar conteúdos engraçados.

Nossa, como você é musculoso!

Depois de anos analisando as redes sociais, o redator que escreve este quadro chegou à conclusão de que as pessoas realmente se transformam quando estão conectadas. Todos querem ser os mais fortes, os mais bonitos, os mais conquistadores e até mesmo os mais carentes. E qual é a melhor forma de reconhecer tudo isso que acabamos de falar? As fotografias de perfil.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

E não existe nada pior do que fotos com Photoshop. Meninas e meninos que utilizam o editor de imagens para deixar as cinturas mais finas e os braços mais musculosos. Você já viu algo parecido com isso? O pior é que geralmente as pessoas não sabem utilizar o software e deixam muito evidente a alteração.

.....

Atenção: este artigo faz parte do quadro "Erro 404", publicado semanalmente no Baixaki e Tecmundo com o objetivo de trazer um texto divertido aos leitores do site. Algumas das informações publicadas aqui são fictícias, ou seja, não correspondem à realidade.

Cupons de desconto TecMundo: