Quanto tempo leva para que uma pessoa aprenda a utilizar um computador? A resposta para isso varia muito, mas o Tecmundo garante que qualquer um consegue se acostumar às rotinas tecnológicas. O problema é que, antes de atingir o sucesso, muitos arrancam seus próprios cabelos de tanta raiva que passam em frente aos novos aparelhos.

Neste Erro 404, separamos algumas das situações mais comuns na tecnologia. Temos certeza de que você vai se identificar com vários casos e vai dar boas risadas ao se lembrar dos apuros que passou.

Software é o que você xinga

“Por que esse Windows não instala o MSN?”, “Como eu faço para rodar esse jogo?, “Que porcaria de programa!”. Quem nunca ouviu alguma dessas frases? Elas são muito comuns em locais em que as pessoas ainda estão dando seus primeiros passos no mundo da tecnologia. A principal causa disso é a falta de paciência por parte dos usuários.

Caso você tenha se identificado, mas ainda não tem certeza se precisa de ajuda, responda ao primeiro quiz que preparamos para identificar o seu grau de ódio aos softwares. Depois de responder, some os pontos obtidos para saber o seu diagnóstico. Será que você precisa da ajuda do Programa de Gerenciamento da Raiva?

1) Após terminar de instalar um software, você tenta executá-lo e descobre que os arquivos estão corrompidos. Você:

  • a) Reinstala o aplicativo calmamente;
  • b) Reinstala o aplicativo xingando muito no Twitter;
  • c) Deixa tudo como está e tenta outro programa;
  • d) Dá um tapa no monitor e sai para tomar café.

2) Percebendo que suas mensagens no MSN não estão sendo enviadas, você:

  • a) Desconecta e conecta novamente;
  • b) Espera alguns minutos e tenta enviar tudo de novo;
  • c) Larga mão do MSN e instala novamente o ICQ;
  • d) Descobre que ninguém mais usa o ICQ e vai dormir com raiva do mundo.

3) Jogar FPS online é uma:

  • a) Ótima experiência coletiva;
  • b) Maneira de demonstrar superioridade;
  • c) Incessante tentativa de melhorar seu ranking;
  • d) ESSE MALUCO TÁ USANDO CHEAT, SÓ PODE!

Para cada resposta “a”, você ganha 0 pontos. Para respostas “b”, some 1 ponto. Com cada “c” você deve adicionar 2 pontos. Para respostas “d” você deve somar 4 pontos (isso mesmo, 4 pontos). Agora vamos aos resultados. Se você somou entre 0 e 2 pontos, você é um mestre Zen da tecnologia. De 3 a 6 pontos: ainda não precisa de preocupar com a raiva. De 7 a 9: a raiva pode se tornar ódio. De 10 a 12: é melhor você parar de usar eletrônicos antes que acabe tendo um colapso nervoso.

Loadings infinitos

Se os softwares instalados dão problema, os aplicativos online também dão. É só você abrir o seu Twitter e esperar pelas mensagens de ódio. Faça um desafio: espere 10 minutos e conte quantas vezes vão surgir ofensas ao chat do Facebook, aos servidores do Orkut ou a jogos online.

“Ah, Tecmundo! Vocês perderam. Já se passaram 11 minutos e ninguém ofendeu serviços online na minha lista!”. Essa afirmação pode até ser verdadeira, mas se o é, a culpa é do Twitter. Apostamos que ele estava “baleiando” durante o período de seu teste.

Hardware é o que você chuta

Há muitos anos, uma prática vem passando por gerações. Cientistas com influência darwinista achavam que ela era uma forma de evolução humana. Mas, hoje, antropólogos e cientistas sociais já afirmam que essa prática é cultural. Não sabe do que estamos falando? Mas com certeza você já a utilizou. Trata-se da famosa “pancadinha” nos computadores. 

Antigamente isso era ainda pior, pois os usuários costumavam bater nos monitores (quando a maioria das máquinas não era “Tudo em um”). Esse ponto da raiva foi responsável pelo surgimento de uma das expressões mais famosas do mundo tecnológico (a mesma que ilustra esse Erro 404): “Software é o que você xinga, hardware é o que você chuta”.

Os institutos de pesquisa do Programa de Gerenciamento de Raiva Tecnológica chegaram a uma conclusão: 85% das pessoas entrevistadas já agrediram seus computadores durante ataques de raiva. Os outros 15% mentiram na pesquisa. Mas fique tranquilo. Ninguém aqui está julgando as atitudes tomadas em certas situações. Você só não pode passar dos limites e agir como o homem do vídeo abaixo: