Fontes de energia portáteis existem aos montes mercado afora. Mas há um inconveniente: a maioria das baterias externas precisa ser carregada por meio de uma tomada. É por isso que a proposta da lanterna Torch 250 destaca-se em meio a este segmento de acessórios. Acontece que o iluminador funciona também como carregador para mobiles.

E há duas formas de dar novos fôlegos à lanterna: a Torch 250 pode ser recarregada por meio de seu painel solar ou uma recarga manual pode ser feita – basta girar a manivela acoplada junto ao dispositivo para que energia seja gerada. Duas lâmpadas LED compõem o corpo da lanterna: uma lateral e outra frontal, conforme demonstra o vídeo abaixo.

Quando ativada sob o modo de economia, a lanterna pode ficar acesa por até 48 horas. Em situações emergenciais, uma luz vermelha fica à disposição do usuário. A Torch 250 conta com uma bateria de 4.400 mAh e oferece, desta forma, condições plenas de recarga a smartphones via USB – outros periféricos recarregáveis por meio do tal padrão são também suportados.

Pesando pouco mais de 400 g, o acessório pode ser comprado pelo preço de US$ 80 (cerca de R$ 180). Mas o dinâmico iluminador e carregador de aparelhos móveis apresenta certas peculiaridades de uso. Para ser completamente carregado, exposições de 32 a 46 horas devem ser feitas debaixo de luz solar – o tempo depende da intensidade dos raios.

Se a energia acabar ao pôr do sol, a manivela da lanterna pode ser usada; para cada dois minutos de luz, o trabalho manual de um minuto deve ser executado. A recarga de Torch 250 pode ser feita de modo mais rápido através de entrada USB. De toda a forma, a fonte de luz e energia autônoma é uma boa opção a mochileiros e a pessoas que encontram-se em situações emergenciais. Confira mais detalhes técnicos do aparelho neste link.