Já faz quase 30 anos, mas o desastre nuclear de Chernobyl ainda repercute mídia afora. O acidente histórico que matou cerca de 200 mil pessoas desde 1986 foi o tema abordado pelo cineasta Danny Cooke. O artista, porém, não pisou sobre as terras da falecida cidade.

O rapaz visitou Pripyat, que fica nos arredores de Chernobyl, e filmou então seu vídeo “Postcards from Pripyat, Chernobyl”. Várias câmeras foram usadas durante as cenas (Canon 7D,  DJI Phantom e uma GoPro 3+), e o que chama a atenção são principalmente as tomadas aéreas: um drone foi utilizado por Cooke para o registro das estonteantes imagens que exibem um cenário verdadeiramente apocalíptico.

O acidente em Chernobyl aconteceu há 28 anos. Na época, o reator de número 4 entrou em colapso; partículas foram despejadas pela atmosfera, e uma nuvem 400 vezes mais radioativa do que as dos ataques nucleares contra Hiroshima e Nagasaki foi dispersada pelos ares.

Os mitos que rodeiam as cidades de Pripyat e Chernobyl ainda são fortes. Milhares de pessoas desenvolveram câncer em função da radiação; de acordo com relatório publicado em 2002, 4 mil casos de câncer de tireoide foram registrados. As duas últimas décadas de história sobre Chernobyl podem ser entendidas por meio desta página.

Cupons de desconto TecMundo: