A energia nuclear é um tema controverso. Atualmente, esse recurso é encontrado em cerca de 30 países em todo mundo, tanto para ser usado de maneira benéfica como para obter resultados preocupantes.

O primeiro reator, chamado Chicago Pile-1, foi construído pela Universidade de Chicago em 1942 e contava com três homens conhecidos como “esquadrão suicida”, que seriam recrutados caso algo desse errado durante o experimento. A primeira reação nuclear durou 28 minutos e, felizmente, nenhum deles teve que agir.

Como em tudo que é perigoso, especialmente no caso da tecnologia, a energia nucelar também conta com aspectos positivos que podem ser extraídos. Um exemplo disso é a Universidade do Novo México, que catalogou diversas representações de reatores nucleares construídos ao redor do mundo. As perspectivas e tipos de desenhos variam, mas todos eles são fantásticos.

De todas as épocas

Os desenhos foram produzidos entre as décadas de 1950 e 1990 pela Engenharia Nuclear Internacional para a sua revista oficial e foram muitas vezes expostos nos escritórios dos engenheiros nucleares durante esse período.

No entanto, há alguns anos, um engenheiro da “Sandia National Laboratories” percebeu que muitos dos murais se perderam devido aos desgastes naturais do tempo. Assim, ele trabalhou com para digitalizar todos os 105 desenhos que foram publicados pela revista.

Todos os desenhos estão marcados de acordo com o tipo de reator. Por exemplo, PWR significa “reator de água pressurizada”, AGR significa “reator refrigerado a gás avançado” e assim por diante.

Logo abaixo você pode conferir diversas imagens que foram publicadas pela Universidade do Novo México:

Alguns desenhos

No. 27 BR3 (Bélgica)

Hinkley Point B AGR,(Inglaterra)

Latina Magnox (Itália)

Gosgen PWR (Suíça)

Wylfa Magnox (Inglaterra)

Dungeness B AGR (Inglaterra)

Indian Point 1 PWR (Estados Unidos

Creys-Malville Super Phenix (França)

System 80+ Yongwang 3 & 4

Cupons de desconto TecMundo: