(Fonte da imagem: Reprodução/OKBM)

Segundo o RT.com, a Rússia tem planos para algo com grande potencial: uma embarcação enorme que abriga uma usina nuclear móvel. O objetivo disso é ter uma fonte de energia móvel, que poderia ser levada para áreas de difícil acesso, além de prover água potável em regiões áridas.

A primeira embarcação, a Akademik Lomonosov, deve estar operacional dentro de três anos e será tripulada por 69 pessoas. Usando seus propulsores navais KLT-40 modificados para gerar energia, a usina é capaz de prover até 70 MW de eletricidade ou 300 MW de calor — o suficiente para uma cidade relativamente pequena, com população de 200 mil habitantes. Curiosamente, ela não é capaz de se deslocar sozinha, precisando ser puxada por outros navios.

Essa usina, porém, será a primeira de muitas: a Rússia pretende produzir essas embarcações em massa. As instalações poderiam ser, inclusive, exportadas ou convertidas em uma usina de dessalinização capaz de produzir 240 mil metros cúbicos de água potável por dia – algo que chamou a atenção de 15 países, como China, Indonésia, Malásia, Algéria, Namíbia e Argentina.

Cupons de desconto TecMundo: