Reator de Tório pode revolucionar conceitos de obtenção de energia nuclear

1 min de leitura
Imagem de: Reator de Tório pode revolucionar conceitos de obtenção de energia nuclear
Avatar do autor

(Fonte da imagem: Reprodução/SnorgTees)

Um dos grandes obstáculos na utilização de reatores nucleares para a produção de energia elétrica está no fato de que há muitos resíduos perigosos no processo. O enriquecimento de urânio, por exemplo, resulta na geração de plutônio, que continua emitindo radiação por milhares de anos — o que não é exatamente seguro para quase nenhuma espécie de seres vivos, como você deve imaginar.

Mas agora cientistas noruegueses estão com um projeto que pode revolucionar tudo o que sabemos a respeito da obtenção de energia elétrica por meio de reações nucleares. E isso acontece com a substituição do urânio por tório, em fusões frias que podem resultar em um combustível mais seguro e limpo — pois há menos produção de resíduos tóxicos e isso significa que há menos deposição de lixo radioativo.

Os problemas do urânio

Apesar de ser possível reciclar o urânio, isso gera custos bem altos para os países. Nos Estados Unidos, por exemplo, boa parte dos resíduos do urânio enriquecido é apenas levada aos reservatórios de lixo radioativo. Pouco seguro, o processo pode resultar em danos para as pessoas e para os outros seres vivos (animais, vegetais e águas próximas) em médio e longo prazo.

Nova fase de testes

Antes que seja possível aplicar o sistema comercialmente, os pesquisadores noruegueses precisam realizar alguns testes de segurança e eficiência do sistema. Serão cinco anos de utilização de um reator de tório-MOX, para que uma análise completa deixe claro se é mesmo possível utilizar a nova tecnologia em um modo comercial ou se o projeto terá que ser abandonado.

(Fonte da imagem: Reprodução/ExtremeTech)

O tório é abundando e relativamente barato, mas ele não contém material de fissão suficiente para sustentar grandes reações em cadeia. Por isso, é preciso misturar o elemento com óxido de plutônio, o que torna todo o processo mais poderoso — a liga está sendo chamada de Tório-MOX. Além disso, trata-se de uma forma eficiente de reciclar o plutônio, que ficaria sem destino após o enriquecimento.

Bônus: "Tório significa o que eu estou pensando?"

Significa sim! O nome do elemento foi escolhido para homenagear o deus do trovão, Thor — o mesmo que inspirou a criação do personagem da Marvel Comics. Coincidência ou não, os raios de Thor também são dotados de muita energia.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Reator de Tório pode revolucionar conceitos de obtenção de energia nuclear