Um grupo de cientistas da Universidade Columbia, nos EUA, conseguiu fazer um carro em miniatura, pesando 100 gramas, se movimentar usando a umidade do ar como “combustível”. Com isso, os pesquisadores acreditam que a evaporação natural encontrada na atmosfera terrestre pode vir a se tornar uma fonte de energia para pequenos aparelhos eletrônicos no futuro.

O centro do estudo, publicado recentmente no períodico Nature Communications, são esporos microscópicos oriundos de uma bactéria chamada Bacillus subtilis, a qual é encontrada no solo e no intestino humano, por exemplo. Esses microrganismos incham ou encolhem dependendo da quantidade de umidade presente no ar.

No protótipo exibido no vídeo acima, as tiras de polímero de cor amarelo estão cobertas desses esporos, que vão se inflando e se contraindo conforme passam pela parte coberta da estrutura e retornam a ter contato com o “ar livre” — entrando assim em contato com diferentes níveis de umidade.

Isso faz com que a roda central gire e a força gerada seja transformada em energia, que, consequentemente, faz o carrinho se mover. Se for possível miniaturizar esse conceito, ele poderá alimentar pequenas baterias. O projeto ainda está em fase inicial de desenvolvimento e não tem previsão de aplicações comerciais.