Turbinas de vento são grandes porque essa é uma necessidade para que gerem energia enquanto justificam seu custo. Esse tamanho, no entanto, é limitado pelas questões logísticas que poderiam tornar a coisa toda inviável.

Como melhorar a eficiência das turbinas, então? A solução encontrada pela GE foi criar um domo de mais de 9 toneladas que se parece muito com o escudo do Capitão América. Batizado de ecoROTR, o objeto funciona como um defletor para que o vento seja melhor aproveitado pelas pás do gerador, sem a necessidade de alongá-las.

Segundo Mike Bowman, o líder de projetos em energia sustentáveis da GE, quando o vento bate no centro da turbina, onde as pás se conectam, a energia é perdida. Isso acontece porque elas funcionam basicamente como alavancas, então, quanto mais vento nas extremidades, mais energia é gerada.

De palitos de dente e isopor até a economia real

Os engenheiros da GE testaram a ideia em um túnel de vento utilizando um modelo de turbina feito com palitos de dente e um defletor feito em isopor. Ao verificar que a tecnologia funcionava, testes mais específicos foram feitos e os resultados demonstravam que o aparato proporcionava uma melhora de até 3% na eficiência das turbinas.

Segundo Bowman, "não parece muito, mas é potencialmente bastante quando se aplica a economia a uma fazenda com dezenas de turbinas". O primeiro protótipo do ecoROTR foi instalado em uma turbina em Tehechapi, na Califórnia, para ser testado e avaliado em situações reais.