O famoso site de descontos e compras coletivas resolveu mudar completamente a sua estratégia de negócios. Se antes o Groupon era conhecido por direcionar ofertar diárias que exigiam um número mínimo de pessoas para que os descontos fossem aplicados, agora a intenção da empresa é se tornar uma loja de promoções, indicando lugares próximos do usuário que estejam oferecendo produtos por preços menores.

A ideia é sugerir locais de acordo com o perfil do consumidor e dos itens já buscados por ele anteriormente. Em entrevista ao G1, Michel Piestun, CEO do Groupon na América Latina, comentou sobre a tentativa de reinventar o seu modelo de negócios. Segundo ele, a empresa “chegou a um ponto em que o crescimento não era sustentável”, o que fez com que os clientes não retornassem ao site para comprar.

O novo modelo do Groupon começou a ser aplicado em novembro do ano passado nos Estados Unidos, mas a companhia deixou bem claro que não pretende abandonar completamente o seu sistema de cupons. Com a mudança de rumos do Groupon brasileiro, a crise das plataformas de compras coletivas ficou ainda mais exposta. Se antes haviam mais de 2 mil sites do gênero, no momento, até os grandes estão "abandonando o barco". 

Cupons de desconto TecMundo: