(Fonte da imagem: Reprodução/Folha de S. Paulo)

A compra do setor de dispositivos móveis da Nokia pela Microsoft fez com que centenas de trabalhadores chineses se unissem em um protesto na frente da fábrica da empresa finlandesa no sul da China. Segundo os manifestantes, a revolta foi causada pela “remuneração injusta” que passarão a receber após a conclusão do processo entre as companhias.

Um histórico de pioras nas suas condições de trabalho fez com que os trabalhadores chineses perdessem a confiança em seus empregadores, passando a temer mudanças desse tipo. Os manifestantes, que se acumularam do lado de fora dos portões da fábrica na cidade industrial de Dongguan, afirmaram que sua luta é contra os contratos que foram forçados a assinar quando a empresa de Bill Gates comprou o setor de telefonia móvel da Nokia, em setembro.

Em um email enviado à Reuters, a fabricante de celulares afirmou que está dialogando com os manifestantes para resolver a situação. Após não conseguir se recuperar da entrada tardia no mercado de smartphones, a Nokia concordou em vender sua divisão de dispositivos e serviços móveis e licenciou suas patentes para a Microsoft. A conclusão do processo de venda está prevista para o primeiro trimestre do ano que vem, após a aprovação de órgãos reguladores.

Cupons de desconto TecMundo: