Os emojis, que hoje em dia fazem parte da maioria dos mensageiros modernos, têm uma história curiosa por trás. Eles foram criados em 1999 por uma empresa japonesa de telecomunicações para uma plataforma chamada i-mode, e o primeiro set continha apenas 176 desenhos de 12x12px.

Recentemente, o Museu de Arte Moderna de New York anunciou que adquiriu o conjunto original de emojis e que colocará em exposição até o final deste ano os clássicos desenhos. Ainda não ficou claro como os 176 emojis serão expostos, mas é provável que algum tipo de painel digital entre em cena. Os emojis foram cedidos pelas empresas Nippon Telegraph e Telephone.

Paola Antonelli, curadora do museu, explicou que a instituição não trabalha apenas com obras de arte físicas e que materiais digitais já fazem parte do acervo. Por exemplo, o caractere arroba (@), que é de domínio público, também consta nos arquivos do museu.

Atualmente, a lista oficial de emojis administrada pelo The Unicode Consortium consta com aproximadamente 1800 ícones. Novos desenhos são adicionados o tempo todo, sendo que as últimas atualizações – que foram sugeridas pela Google – se focaram em trazer itens de inclusão racial e igualdade de gênero.

Cupons de desconto TecMundo: