A taxa de emails contendo dietas incríveis, propagandas de produtos mirabolantes e correntes bizarras está em declínio. Pela primeira vez desde 2003, o número de spam recebido em correios eletrônicos de todo o mundo corresponde a menos da metade de todas as mensagens nas caixas de entrada.

A pesquisa foi feita pela empresa de segurança Symantec com quem possui um software da empresa instalado — ou seja, não engloba absolutamente todo o mundo, mas é uma amostra que não deve ser descartada. De acordo com ela, em junho de 2015, "apenas" 49,7% dos emails recebidos eram lixo.

O número de malwares baseados em emails e golpes de phishing (tentando levar você a cópias falsas de páginas verdadeiras, como sites de bancos) também caiu. Porém, a quantidade de novos ataques originais aumentou.

Os motivos para a queda do número de spam são vários, mas o relatório não chega a uma conclusão definitiva. Os programas de proteção estão mais eficientes, como é o caso da Symantec, mas os filtros dos próprios clientes de email também melhoraram e os próprios consumidores ficaram mais espertos, o que obriga os responsáveis pelo envio a se reinventarem — ou largar a prática de vez.

Você pode conferir o relatório completo da Symantec (em inglês) por este link.

Você tem recebido mais ou menos spam ultimamente no email? Deixe a sua opinião no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: