Amanhã (5), durante o período de votação das Eleições 2014, várias práticas irregulares acontecerão e dificilmente serão identificadas pelas autoridades. Transporte de eleitores, compra de votos, propaganda irregular e outras atitudes acabam passando despercebidas em vários momentos — mas uma cidade brasileira vai usar a tecnologia para tentar colocar a mão nesses oportunistas.

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Rio Grande do Sul e o Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) da Secretaria de Segurança Pública vão espalhar 1,1 mil câmeras de segurança em Porto Alegre, Canoas, Esteio, Sapucaia do Sul, São Leopoldo e Novo Hamburgo para fiscalizar boca de urna (distribuição ou propaganda de candidatos no dia da votação) e outros crimes eleitorais.

Santinhos, cavaletes, carros de som, peças de vestuário e outras práticas identificadas levarão à detenção na hora. Se um local suspeito não for monitorado pelas câmeras, um helicóptero com equipamento de gravação será enviado imediatamente para lá.

Além do equipamento, cerca de 12 mil integrantes da Brigada Militar farão a segurança em todo o estado gaúcho. Além disso, caso você encontre um caso de boca de urna ou crime eleitoral, o telefone 190 pode ser usado como canal de denúncia.

Cupons de desconto TecMundo: