Enquanto muitas pessoas ainda mantêm coleções extraordinárias de livros de papel, muita gente já está aderindo aos e-books em seu cotidiano. Isso porque as pessoas cada vez mais estão acostumadas à leitura na tela do computador, o que faz com que a adaptação para os e-books seja suave e tranquila.

Apesar de ainda não serem fortes no mercado brasileiro, as vendas de e-books por todo o mundo devem superar a marca de 5 milhões de unidades em 2010 e, de acordo com o IDC, ultrapassar a marca de 6 milhões em 2011.

Portanto, nada mais inteligente do que a venda de leitores digitais para quem já faz ou vai fazer parte deste mercado. Pensando nisso, a Positivo Informática lançará em agosto o Alfa, o primeiro modelo de e-reader da empresa.

Positivo Alfa para quem adora ler livros digitais

Imagem: Positivo Informática

Hélio Rotenberg, presidente da Positivo Informática, declarou “Fazemos parte do Grupo Positivo, que tem a educação em seu código genético. Somos líderes no segmento de computadores e também em tecnologia educacional. Por isso, nada mais natural do que lançar um leitor de livros digitais para incentivar a cultura da leitura de obras eletrônicas no país”.

Leitura na tela

Para ganhar o mercado e não dever em nada para o usuário louco por e-books, o Positivo Alfa traz touchscreen de 6 polegadas, 16 tons de cinza e pesa somente 240 gramas (como base de comparação, o iPad possui 680 gramas) em 8,9 mm de espessura, 170 mm de altura e 124 mm de largura.

Suas dimensões lembram o primeiro Kindle a ser lançado pela Amazon, entretanto os botões na parte inferior remetem ao Sony Reader. Isso quer dizer que a Positivo fez a lição de casa e parece ter se inspirado em dois ótimos modelos de e-readers para lançar sua versão. Entretanto, o diferencial certamente está na tela sensível ao toque, que faz dele uma promessa ainda mais interessante.

Toda a navegação, busca e recarregamento de página é feito pelos botões, porém basta passar os dedos na tela para chegar à próxima página.

Cabe um? Cabe mais!

O e-reader traz 2 GB de memória interna para armazenamento, capaz de guardar uma média de 1.500 livros consigo. Se a memória for pouca, ele permite a expansão de memória através do cartão microSD e conexão via USB, localizada na parte inferior do dispositivo.

A bateria permite que o leitor folheie até 10 mil páginas sem a necessidade de recarga. Além disso, ele possui o Dicionário Aurélio já instalado e pode ser consultado durante a leitura.

Entretanto, o Positivo Alfa ainda traz algumas defasagens em relação a modelos mais novos de e-readers: apesar de apresentar botões para música e entrada para fones, a primeira versão não suporta arquivos MP3.

Além disso, o Alfa não possui conexão Wi-Fi, um diferencial para quem gosta de ler jornais ou para baixar livros através de lojas virtuais. Porém, a empresa promete um modelo Wi-Fi ainda até o final deste ano, o que certamente facilitará a vida de quem está sempre conectado.

O preço

A estimativa de preço para o Positivo Alfa é de R$ 750 para venda no varejo, o que compete de frente com o Cool-er, da Gato Sabido e provavelmente mais barato do que o Mix Leitor-D, da Mix Tecnologia (preço em torno de R$ 990, com lançamento também em agosto).

O preço de leitores digitais no país ainda é um tanto quanto salgado. Porém, com o crescimento constante das vendas de e-books e a concorrência aumentando, a tendência é que logo os preços caiam para um valor mais acessível a quem gosta de ler.

Cupons de desconto TecMundo: