Uma pequena companhia inglesa chamada BioCarbon Engineering tem um plano bastante ambicioso: contribuir com o reflorestamento do planeta fazendo uso da tecnologia dos drones. Visto que cerca de 10 bilhões de árvores são cortadas no mundo por ano, repor as plantas perdidas é um trabalho longo e árduo que é realizado por seres humanos de modo lento e custoso.

Será possível semear terrenos de acesso complicado, lugares onde seria impossível um ser humano plantar

Segundo a empresa, o uso de drones faria esse serviço de maneira mais veloz que as pessoas e com custo baixíssimo. A fundadora da BioCarbon Engineering, uma ex-funcionária da NASA chamada Lauren Fletcher, quer usar os veículos para mapear a topografias dos locais onde as árvores serão plantadas e, com essa informação, criar um algoritmo para os dispositivos gerarem uma plataforma precisa de plantio.

Semeando com precisão

O drone plantador vai receber esses dados e voar a cerca de 3 metros do solo. Ao sobrevoar os locais escolhidos para o plantio, o dispositivo vai disparar um receptáculo com sementes na posição correta calculada de modo que a chance de o germe vingar seja a mais alta possível. Também será possível semear terrenos de acesso complicado, lugares onde seria impossível um ser humano plantar sem que fosse um processo muito demorado ou até perigoso.

Confira como funciona o processo no vídeo acima (em inglês).

Você acha que usar drones para reflorestar áreas é a solução para o desmatamento no mundo? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: