Apenas 2 segundos. É esse o tempo necessário para que um drone seja incendiado pela mais nova arma desenvolvida pela fabricante de aviões Boeing. Com 2 quilowatts de potência, o canhão não chega a causar explosões, mas pode colocar por terra as cada vez mais populares aeronaves não tripuladas.

O projeto foi desenvolvido com o objetivo de lidar com ameaças através de recursos de baixo custo, conforme explica David DeYoung, diretor de divisão de sistemas de energia da empresa.

Para controlar o canhão, basta emparelhar ao software da arma um controle de Xbox. Modos automático ou manual são as as formas de controle admitidas pelo equipamento -- que pode, inclusive, ser instalado sobre uma plataforma que esteja em movimento. Esta é uma versão portátil do High Energy Laser Mobile Demonstration (HEL MD), equipamento já demonstrado pela Boeing em 2014. 

Solução barata e eficiente

Drones têm sido usados para as mais diversas finalidades – desde a entrega de comida até o transporte de drogas. E, justamente devido à sua dinamicidade, as aeronaves podem representar novas ameaças.

A solução apresentada pela Boeing, portanto, está para além de tecnologias dedicadas à interrupção dos sinais de comunicação dos pequenos aviões. Além de destruir o drone, o canhão laser promete um funcionamento eficaz por anos e com manutenção básica e barata.

Cupons de desconto TecMundo: