Os drones ainda precisam de muito arroz e feijão para ganhar status de “dominação global”, mas o caminho até lá está sendo percorrido. Só que nem todos gostam disso, naturalmente, pois muitos podem se sentir invadidos. Foi o caso de William H. Merideth, de 47 anos, cidadão de Kentucky, nos EUA, que se incomodou com a presença de um drone sobrevoando sua casa, pegou sua arma e derrubou o robô voador.

Segundo apurou o WDRB-TV, um vizinho teria escutado o barulho dos disparos e chamou a polícia. Ao chegar ao local, as autoridades ouviram Merideth, que alegou a presença de um drone sobrevoando sua casa, em que sua filha adolescente estaria tomando sol. O cara se irritou com a invasão de propriedade e abateu o drone.

O poder da shotgun!

Os donos do robô voador, naturalmente, não ficaram felizes com essa história e buscaram seus direitos. Eles disseram ter utilizado o dispositivo para tirar fotos de uma casa da vizinhança. “Bem, eu saí e estava pela casa do vizinho, observando a cobertura que colocaram no quintal. Eu fui, peguei minha shotgun e disse: ‘Não farei nada a não ser que [o drone] esteja diretamente sobre a minha propriedade’”, contou o cidadão.

Mas lá estava o objeto voador. Após o ocorrido, quatro homens foram visitar Merideth pedindo US$ 1.800. Os caras teriam tentado avançar e foram ameaçados pelo proprietário, mas nada aconteceu.

Só que Merideth foi preso sob a acusação de incêndio deliberado e perversidade criminosa. Aparentemente, existe uma lei local que diz que o cidadão não pode atirar fora da cidade, mas a polícia acusou o atirador sob um estatuto revisado de Kentucky.

Um porta-voz do departamento de polícia de Hillview diz que o ocorrido poderia ter representado uma ameaça. “Atirar num objeto voador coloca uma significativa ameaça à segurança. Um objeto desgovernado atingido por um tiro pode cair e causar danos a pessoas ou propriedades no chão ou pode se colidir com outros objetos no ar. Isso pode resultar em acusações civis ou criminais”, afirmou.

Homem abate drone com shotgun nos EUA: o que você acha disso? Comente no Fórum do TecMundo.

Cupons de desconto TecMundo: