Drones estão cada vez mais presentes nos dias de hoje, e isso também vale para o arsenal bélico dos Estados Unidos. Eles são uma alternativa barata e muito menos arriscada que os aviões tripulados e estão ficando gradativamente mais poderosos.

Mas existem algumas características que limitam sua utilização: a velocidade e a autonomia. Para tentar contornar isso, o DARPA, Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa dos EUA, está pedindo ideias para viabilizar um porta-aviões que voa.

A proposta é usar essa plataforma para lançar os drones, aumentando muito o raio de ação dos pequenos aviões não tripulados. Coisa assim, a gente só viu em filmes, como é o caso do gigantesco Helicarrier, das aventuras de Os Vingadores, que lança até naves tripuladas.

De acordo com o Extreme Tech, uma plataforma aérea de lançamento de aviões não é inédita. Antes da Segunda Guerra Mundial, os Estados Unidos tinham dirigíveis chamados Macon e Akron, que podiam carregar cinco biplanos compactos (F9C-2 Curtiss Sparrowhawk). Nunca houve acidentes nem no lançamento nem no recolhimento dos aviões, mas os dirigíveis foram destruídos devido ao mau tempo.

Akron podia lançar aviões F9C-2 Curtiss Sparrowhawk

Cupons de desconto TecMundo: