O tempo de autonomia tem sido um grande desafio para drones de qualquer tamanho e tipo, sejam gigantescos veículos militares ou pequenos gadgets para diversão descompromissada. Para resolver esse problema, os engenheiros do MIT tiveram a ideia de equipar seu Jungle Hawk Owl com um tanque de gás que pode fazer com que o brinquedinho se mantenha continuamente no ar por até cinco dias.

Esse projeto teve início com uma proposta feita pela Força Aérea norte-americana, que desafiou diversas equipes do país a construírem um VANT (veículo aéreo não tripulado) feito sob medida para a entrega de equipamentos de comunicação a áreas devastadas por desastres naturais ou em situação de emergência. As principais exigências dos militares era que o aparelho conseguisse se manter em voo por longos período e fosse alimentado por energia solar.

O drone não é pequeno, mas é muito eficiente

Não demorou para que boa parte dos times envolvidos na competição percebessem que esse último item era extremamente limitante e não permitir que o primeiro fosse seguido à risca. Para se alimentar adequadamente da luz do sol e voar com mais autonomia, o drone teria que ser ainda maior do que a sua forma final – com cerca de 7,3 metros de envergadura – e perderia boa parte de sua capacidade de carga tendo que transportar sempre uma bateria grande e pesada dentro de si.

Os engenheiros recorreram ainda a materiais leves, mas bastante resistentes

Sendo assim, a equipe chefiada pelo professor Warren Hoburg encontrou no gás natural um meio termo entre a tradicional gasolina e as energias limpas mais facilmente acessíveis. Para ajudar a ampliar a autonomia do veículo, os engenheiros recorreram ainda a materiais leves, mas bastante resistentes, como fibra de carbono e kevlar. Com isso, Hoburg afirma que ele e seus companheiros “gastam mais combustível dirigindo até o campo de lançamento do que voando o drone por três dias”.

Futuro em aberto

De acordo com o TechCrunch – que entrevistou os participantes do projeto –, o time por trás do Jungle Hawk Owl acredita que o equipamento pode ajudar Google e Facebook a colocar em prática suas iniciativas de disponibilizar acesso à internet ao redor do globo. Infelizmente, ainda é preciso que o aparelho ganhe uma série de permissões junto aos órgãos responsáveis nos EUA para que seja possível realizar mais testes e descobrir o verdadeiro potencial desse VANT.

Cupons de desconto TecMundo: