Algumas ideias parecem malucas demais para ser levadas adiante. Isso, porém, não impede que algumas pessoas e empresas insistam no projeto e mostrem que mesmo um conceito inusitado tem chances de dar certo com a dedicação adequada. O Pouncer, um drone criado pela companhia britânica Windhorse Aerospace, é um exemplo bastante atual desse tipo de pensamento. Por quê? Bem, basicamente porque se trata de um equipamento comestível feito sob medida para aplacar a fome em regiões remotas.

É bastante comum que esse tipo de veículo aéreo não tripulado seja usado para levar suprimentos a locais vítimas de crises humanitária. No entanto, em muitos casos, o dispositivo acaba sendo inutilizado durante o voo ou em algum pouso forçado. Por que, então, não tornar o próprio meio de transporte algo que também pode ser consumido juntos dos pacotes de alimentos? A empreitada é realmente ousada, mas pode fazer toda a diferença em situações mais delicadas.

Espaço não falta para os mantimentos

A estrutura básica do aparelho pode ser composta de vegetais compactados ou favos de mel

Segundo a fabricante, uma combinação bem rocambolesca de produtos pode ser usada para construir o drone, que tem pouco mais de 2,7 metros de envergadura. A estrutura básica do aparelho, por exemplo, pode ser composta de vegetais compactados ou favos de mel, enquanto o sistema de pouco pode usar salame em sua composição. Salame? Sim! Afinal, ao que parece, o item é especialmente resistente para a tarefa, apresentando força e flexibilidade na medida certa.

Tudo indica que se trata de um projeto com motivação nobre, certo? Vale notar, porém, que alguns profissionais da área de ajuda humanitária não acreditam muito no potencial do equipamento da Windhorse Aerospace. Em entrevista ao Financial Times, o chefão da organização Save the Children, Kevin Watkins, disse que a iniciativa é apenas uma jogada de marketing. Para ele, as pessoas dessas áreas afetadas pela fome precisam de ajuda real e não servirem de cobaia para drones experimentais. E aí, será que a ideia tem futuro?

Cupons de desconto TecMundo: