O futuro é uma piração só, não é mesmo? É estranho pensar que em alguns anos atrás, muitas tecnologias atuais ou próximas da nossa realidade eram quase consideradas utópicas ou longínquas demais. Agora, os drones autônomos da UPS estão realizando as primeiras entregas de teste e pasme: tem dado certo.

A empresa por trás dos novos drones é a Workhorse, a mesma companhia por trás dos caminhões elétricos da UPS. Os octocópteros (veículos não tripulados com oito hélices) voam do teto de uma van ou caminhão e fazem a entrega de pacotes com até cinco quilos. Atualmente, a FAA (Federal Aviation Administration ou Administração Federal de Aviação) tem algumas regrinhas para os equipamentos voadores.

Uma das principais restrições é que o veículo não tripulado deve estar a uma distância que seja visível ao operador. Em outras palavras, quem o controla deve enxergá-lo (algo bem subjetivo). Contudo, quando eles são autônomos, algo que pode mudar essa regra. De qualquer forma, o operador do caminhão pode tomar o controle a qualquer momento.

Até o momento, apenas um dos drones colidiu com outros objetos, mas os testes parecem promissores

O drone se comunica com o caminhão da UPS por sinal 4G e via rádio, pois em algumas áreas rurais ou com sinal ruim, a comunicação mais “antiquada” também se vira bem e realiza o serviço. Porém, nem tudo está refinado, pois um dos veículos não tripulados colidiu com outro objeto e quase foi destruído, mas foi um caso à parte.

Por ora, é difícil prever o quão perto estamos de uma realidade que entregue os seus pacotes com drones, mas os testes iniciais parecem promissores. Se o ritmo continuar assim, em breve a UPS pode considerar a operação e usabilidade segura.

Cupons de desconto TecMundo: