Uma mineradora que explora ouro e outros minerais na Austrália está tendo prejuízos milionários com ataques de águias a seus drones de monitoramento e mapeamento. A empresa inclusive já camuflou as novas versões com “pintura de águia” para tentar solucionar a situação, mas parece que essa abordagem não está dando muito certo.

Cada drone custa 10 mil dólares australianos (R$ 24,6 mil)

As águias audax da região já derrubaram nove drones da empresa, usados para monitorar o entorno da mina e encontrar possíveis locais mais férteis em minério. Cada drone custa 10 mil dólares australianos (R$ 24,6 mil) e as câmeras que eles carregam também saem pelo mesmo preço.

No total, a companhia firma que já teve um prejuízo de 100 mil dólares australianos (R$ 246,9 mil) por conta das águas e, aparentemente, não sabe como proceder para evitar os confrontos aéreos. Felizmente, parece que os bichos não destroem o equipamento completamente depois de derrubá-lo do céu.

Defendendo seu território

Esse tipo de águia, típico da Austrália, pode ser agressivo e provavelmente está confundindo os drones com outras aves que elas poderiam caçar para comer. Outra hipótese seria o fato de elas se sentirem ameaçadas com uma “criatura desconhecida” invadindo seu território.

Rick Steven, um dos pilotos da mineradora, conversou com o site australiano ABC News e explicou que um de seus drones já foi inclusive atacado por duas águias ao mesmo tempo. Uma delas chegou a tirar uma foto da outra com a câmera do drone.

Cupons de desconto TecMundo: