No último domingo (9), durante a inauguração de seu novo centro de pesquisa e desenvolvimento de óleo e gás em Oklahoma, a General Electric apresentou ao mundo o drone Raven. Com pouco mais de 9 quilos, o mecanismo foi desenvolvimento com o intuito de detectar vazamentos de forma mais rápida e eficaz do que qualquer humano seria capaz de fazer.

O drone foi criado tanto para operar nas plantas de operação da própria GE quanto para ser oferecido a outras companhias, permitindo que elas poupem dinheiro e tenham dados mais precisos sobre suas operações. Segundo a fabricante, o gadget é capaz de fazer verificações três vezes mais rápidas que os meios usados anteriormente — processo que é exigido pela Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos.

O Raven é equipado com câmeras com sensores infravermelho e pode fazer voos com duração de até 40 minutos com uma única carga — os dados registrados são enviados a um iPad para verificação. O equipamento pode indicar a gravidade de um vazamento (algo que uma câmera tradicional é incapaz de fazer) e vem equipado com um software customizado capaz de planejar rotas de voo e analisar os dados coletados durante o caminho.

Atualmente, somente duas unidades do Raven foram construídas, sendo que a GE deve continuar investindo em aprimoramentos para o equipamento em sua unidade de pesquisa e desenvolvimento. Além de detectar a presença de gás no ambiente, futuramente o gadget vai poder ser usado para inspecionar maquinários de difícil alcance e realizar outras atividades de gerenciamento em fábricas.

Cupons de desconto TecMundo: