Existe um grande problema de autonomia que as fabricantes de drones ainda não conseguiram contornar. Esses aparelhos raramente conseguem voar mais de 20 minutos em uma única carga porque consomem muita bateria.

E se colocarem mais bateria no corpo dos drones, eles ficam mais pesados e isso faz com que eles gastem ainda mais eletricidade para se manter no ar. Ou seja, é uma história sem fim se não houver uma mudança drástica nesse sentido. Por isso, pesquisadores da Imperial College London criaram um drone que não tem nada de bateria.

A transmissão ocorre sem que o drone precise encostar em nada

O veículo voador foi elaborado pelo Dr. Samer Aldhaher, que implementou uma fonte de energia alternativa bem interessante. Em vez do drone carregar toda a carga que precisa em uma célula de energia, ele conta com uma tecnologia de transmissão de eletricidade sem fio, bem similar ao que vemos em smartphones que podem carregar suas baterias sem cabos.

A diferença aqui é que a transmissão ocorre sem que o drone precise encostar em nada. Ainda assim, o limite de altitude dele ainda não passa de alguns centímetros, e ele não pode sair de cima do emissor. Portanto, fica “preso” no lugar. Como você vê no vídeo, ele até faz pequenos movimentos para lá e para cá, mas nada muito brusco.

A ideia de Aldhaher com esse drone sem bateria não é torná-lo algo comercial em algum momento próximo, mas sim mostrar que existem formas de contornar a questão das baterias de baixa autonomia que temos hoje. Mesmo assim, quem sabe grandes empresas consigam criar um projeto como esse para entregas em domicílio de forma viável, tendo que construir uma grande infraestrutura nas cidades para mandar eletricidade sem fio para seus aparelhos voadores.

Cupons de desconto TecMundo: