A fabricante brasileira DL possui diversos modelos de tablets disponíveis no mercado nacional. Entretanto, poucos parecem ter configurações tão boas para um modelo de entrada como o aparelho DL X-Pro 7, lançado no mês de abril. Com tela de 7 polegadas, o produto conta com processador dual-core Intel Atom de 1,2 GHz.

O tablet chega ao mercado pelo preço de R$ 449, um valor competitivo dentro de sua categoria. Embora a DL não seja uma fabricante tão conhecida do grande público, a estratégia da Intel é colocar no mercado o maior número possível de dispositivos com o seu processador e, por conta disso, a fabricante parece ser uma boa porta de entrada.

Será que na prática vale a pena investir o seu dinheiro no modelo X-Pro da DL? As nossas impressões sobre o produtos são o que você confere agora nesta análise.

Design

O tablet X-Pro, lançado pela DL, é fruto de uma parceria com a Intel. Por conta disso, já na embalagem é possível notar a grande presença da empresa, com destaque para o fato de o produto vir com um processador Atom embarcado. A cor azul também dá o tom do design do aparelho.

Seu formato não foge à regra dos principais produtos da categoria e não há nada inovador. Uma espécie de cinta na cor azul envolve o tablet, cuja espessura é de pouco mais de um centímetro. Na parte direita estão localizados os botões de força e controle de volume. Na de cima estão situados todos os conectores: entrada para fone de ouvido, entrada para cartão micro SD e entrada do cabo de energia.

Com uma pegada anatômica, o modelo pesa carca de 334 gramas e, se não está entre os mais leves da categoria, também não faz feio nesse quesito. As bordas em volta da tela são largas – 1,5 centímetro de cada lado e 2 centímetros na base e no topo. Elas poderiam ser menores, mas, como são harmônicas, não comprometem o visual.

Qualidade da tela

Com resolução de 1024x600 pixels, a tela LCD TFT de 7 polegadas do X-Pro não transmite uma sensação de brilho muito intensa, mesmo quando ela está configurada no máximo. Embora, durante o uso, a resolução mais baixa acabe não comprometendo significativamente o desempenho em apps, há outros fatores que influenciam de forma negativa a usabilidade do produto.

O primeiro deles é o ângulo de visão da tela. Basta inclinar um pouco o aparelho para os lados, para cima ou para baixo para perceber uma nítida distorção de cores ou até mesmo um escurecimento completo da tela. Além disso, sob a luz do sol, o nível de reflexos é alto, o que torna o aparelho uma opção pouco interessante para leitura ao ar livre.

Outra preocupação do consumidor em tablets de baixo custo é a qualidade da tela no que diz respeito à resposta aos toques. No modelo da DL, não percebemos nenhum tipo de problema nesse sentido, com os comandos sendo executados com tranquilidade e sem atraso no tempo de resposta.

Desempenho

Talvez o principal diferencial do modelo X-Pro da DL seja o fato de ele contar com um processador dual-core Intel Atom Z2520 Clovertrail de 1,2 GHz. Além disso, a memória RAM de 1 GB faz com que o aparelho seja compatível com a grande maioria dos apps disponíveis na Play Store.

Em nossos testes, não percebemos nenhum problema na transição entre aplicativos ou mesmo na mudança de telas. Jogos como FIFA 2014, Subway Surfers e Angry Birds rodaram com tranquilidade no dispositivo. Obviamente, títulos um pouco mais pesados devem sofrer um pouco mais na execução, mas vale lembrar que essa não é a proposta do aparelho.

Em linhas gerais, todos os apps relacionados a redes sociais ou mesmo funções de trabalho, como editores de texto e planilhas, rodam suave e sem maiores problemas. Essas características são suficientes para suprir as necessidades da maioria dos consumidores. Porém, vale ficar de olho em outro item: não sabemos se haverá ou não atualização da versão do Android.

Câmera

O tablet da DL não conta com uma câmera traseira para fotos, de forma que comparar a qualidade de suas imagens com as câmeras de outros tablets não faz muito sentido. Se você procura um aparelho como esse que também sirva para tirar fotos quando você viaja ou se reúne com os seus amigos, o modelo X-Pro não é a melhor escolha.

Entretanto, há uma câmera frontal destinada a aqueles que pretendem fazer videoconferências. Com 2 megapixels de resolução, ela atende bem às necessidades dessa tarefa, uma vez que a qualidade de imagem exigida durante as conversas é consideravelmente menor.

Duração de bateria

Não tivemos nenhum tipo de surpresa neste quesito. Com uma capacidade de 3.000 mAh, o aparelho fica dentro da média dos demais concorrentes no que diz respeito ao consumo de energia. A tela com resolução um pouco menor, somada ao baixo consumo proporcionado pelos processadores da Intel, faz com que em uso intenso a bateria dure entre 4 e 5 horas.

Para uso moderado, sua capacidade energética é capaz de aguentar bem um dia inteiro de trabalho. Para aqueles que usam o tablet mais para acesso a internet, redes sociais e emails, é possível se virar bem com ele e sair de casa sem precisar levar o carregador. Não é nada excepcional, mas ele se sai bem dentro da sua proposta.

Qualidade de áudio

O tablet X-Pro da DL, assim como muitos em sua faixa de preço, não vem acompanhado de fones de ouvido. Por conta disso, caso você esteja pensando em comprá-lo, já separe um para usar no seu novo aparelho. Para quem pretende utilizar o produto com som ambiente, temos também uma má notícia.

A qualidade de áudio deixa muito a desejar e, mesmo com o volume no máximo, é impossível fugir da sensação de um som abafado e de baixa qualidade.  Graves e agudos não são diferenciados com clareza, de forma que a melhor solução é mesmo utilizar o aparelho com fones de ouvido. Nesse caso, a qualidade não é comprometida.

Recursos extras

O tablet X-Pro da DL vem com um cabo OTG incluso na caixa. Quando ele é conectado na entrada micro USB do aparelho, se torna possível transferir arquivos diretamente de um pendrive para o tablet. Por meio dos gerenciadores de arquivo disponíveis, é possível acessar com facilidade conteúdos salvos em dispositivos removíveis.

Em termos de software, há poucas novidades exclusivas no aparelho. O antivírus McAfee Security, a suíte de aplicativos Kingsoft Office e o gerenciador de arquivos Astro estão entre os apps pré-instalados que podem ser utilizados pelo consumidor.

Vale a pena?

O tablet Dl X-Pro chega ao mercado brasileiro com o preço de R$ 449, um valor acessível mesmo para um modelo de entrada. Apesar de a marca ser pouco conhecida, a qualidade do aparelho nos surpreendeu positivamente, em especial por conta do uso do processador dual-core Intel Atom.

A impressão que se tem é a de que a Intel teve participação no projeto do aparelho, o que indubitavelmente trouxe um ganho de qualidade também para a DL. Com bateria de boa duração, desempenho eficiente para as principais tarefas e até mesmo compatibilidade com um cabo OTG, o modelo da DL supre as necessidades da grande maioria dos consumidores, em especial daqueles que procuram um produto mais em conta.

Ainda há alguns problemas a serem resolvidos, como a qualidade ruim de áudio e a tela com resolução baixa que, em alguns momentos, pode prejudicar a visualização do conteúdo. Entretanto, no final das contas, é possível considerar a compra do tablet da DL como um bom investimento, uma vez que na maioria das tarefas ele se sai muito bem. Se você não quer gastar muito com um aparelho, vale a pena considerar o X-Pro nas suas pesquisas.

Cupons de desconto TecMundo: