Samsung é acusada de reduzir desempenho dos apps de propósito

1 min de leitura
Imagem de: Samsung é acusada de reduzir desempenho dos apps de propósito
Imagem: Samsung
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

Consumidores estão acusando a fabricante sul-coreana Samsung de reduzir propositalmente o desempenho de uma série de aplicativos nos smartphones da companhia. A ação ocorre sem um motivo aparente e sem haver comunicação com os consumidores.

De acordo com publicações no Twitter e no YouTube, além de reclamações de usuários da Coreia do Sul em fóruns da marca, trata-se de um caso de throttling — quando a marca propositalmente coloca "freios" em alguns aplicativos para atingir algum objetivo, como economizar bateria ou evitar superaquecimento.

Testes realizados pela comunidade indicam que há uma lista de mais de 10 mil apps com a desaceleração forçada, incluindo games, redes sociais e até serviços da própria Samsung.

Todos poderiam rodar melhor nos smartphones da marca, mas acabam limitados sem explicação aparente.

As suspeitas cresceram quando os usuários notaram que apps de benchmark, que avaliam a performance de smartphones com base em uma série de tarefas, não foram afetados pela limitação.

De quem é a culpa?

Aparentemente, o responsável por colocar freios na performance de alguns apps é o Game Optimizing Service (GOS), uma plataforma interna da Samsung que deveria mexer nas configurações para fazer jogos rodarem melhor — mas que não deveria ter o efeito contrário, ou seja, de reduzir o desempenho de outros apps.

As fontes que reportaram a denúncia divergem ao indicar em quais smartphones esse aplicativo está presente: há quem diga que ele rode por padrão nas linhas Galaxy S21 e Galaxy S22.

Um caso similar ocorreu com a OnePlus, que reconheceu a manobra depois das investigações e posteriormente permitiu que o "modo otimizado" fosse desligado pelo usuário.

O lado da Samsung

Em um comunicado enviado ao site sul-coreano Naver e reproduzido pelo Android Authority, a fabricante afirma que "está conduzindo uma investigação interna" com seriedade para encontrar exatamente a fonte e a causa do problema.

Um comunicado oficial deve ser realizado em breve pela marca.

Você sabia que o TecMundo está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.