Google arruma problemas do Pixel 6 e confirma recarga mais lenta

1 min de leitura
Imagem de: Google arruma problemas do Pixel 6 e confirma recarga mais lenta
Imagem: Google
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

Os tradicionais problemas de lançamento dos smartphones da linha Pixel continuam e a Google iniciou a partir desta semana a correção das falhas detectadas pela comunidade em relação aos novos Google Pixel 6 e Pixel 6 Pro.

Segundo o site Arstechnica, a primeira correção acompanha o pacote de atualizações de novembro SD1A.210817.036 e corrige falhas no leitor biométrico do aparelho. Foram vários os relatos de que o desbloqueio da tela era "inconsistente", ou seja, alternava entre momentos de  funcionar normalmente e apresentar problemas.

Entretanto, ainda há reclamações sobre a demora entre o posicionamento do dedo e a liberação da tela. Vale lembrar ainda que, nas últimas semanas, foram detectados também "diversos problemas de tela" nos aparelhos.

Bateria

A segunda novidade é, na verdade, um esclarecimento. A Google confirmou que o Pixel 6 não é capaz de realizar recargas em 30 W, como esperado, ficando a um máximo de 22 W. Como o material publicitário do aparelho sugeria o carregador Google 30 W USB-C Charger, que não acompanha o aparelho, isso gerou certa confusão.

A partir de agora, os valores e velocidades oficiais foram confirmados: o Pixel 6 chega a 50% de carga em 30 minutos e atinge 80% em cerca de uma hora, nas condições ideais de uso e temperatura. Mais detalhes podem ser conferidos nesta postagem oficial do fórum de suporte da empresa.