Blogueiro chinês é multado por vazar vídeo de celular da Xiaomi

1 min de leitura
Imagem de: Blogueiro chinês é multado por vazar vídeo de celular da Xiaomi
Imagem: Xiaomi
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

A fabricante chinesa Xiaomi processou um blogueiro chinês que publicou um vídeo a respeito do smartphone Xiaomi Mi 10 Ultra antes do anúncio oficial do dispositivo.

Conhecido como Beautiful Technology, o influenciador digital se chama Gu Xuyang e publicou, em agosto de 2020, um unboxing completo do smartphone antecipadamente. Detalhe: o criador de conteúdo assinou um acordo de confidencialidade para respeitar um embargo e não postar nada sobre o modelo até determinada data.

Como resultado, ele foi condenado a pagar uma multa de 1 milhão de yuan, aproximadamente R$ 760,5 mil em conversão direta de moeda. Além disso, o blog publicou um pedido de desculpas na rede social chinesa Weibo explicando a situação.

Coisa séria

O caso foi levado para órgãos reguladores do país, como a China International Economic and Trade Arbitration Commission. A instituição determinou que o vídeo "causou consequências graves" para a fabricante.

O caso foi considerado mais grave porque não envolveu apenas um material vazado, mas sim um conteúdo profissional que violou um contrato estabelecido previamente entre as partes.

A publicação de desculpas do blogueiro.A publicação de desculpas do blogueiro.Fonte:  Gizchina 

"Eu gostaria de expandir os meus mais sinceros agradecimentos à Xiaomi e ao senhor Lei Jun [CEO e cofundador da marca], a todos os Mi Fans e aos funcionários da empresa que confiaram em mim. Eu peço desculpas", diz o comunicado.

A culpa é de quem?

Porém, a história fica ainda mais inusitada. Aparentemente, Xuyang alegou que foi a própria mãe que postou acidentalmente o vídeo. Segundo a história contada pelo blogueiro, ambos compartilham o mesmo aparelho e ela "acidentalmente" postou o vídeo em uma rede social, pois achou que era um conteúdo que estava pronto para ser jogado nas redes sociais.

O clipe até foi deletado posteriormente, mas não antes de cópias e capturas de tela serem feitas e espalhadas pela internet.

Blogueiro chinês é multado por vazar vídeo de celular da Xiaomi