Xiaomi Mi 11 chega oficialmente ao mercado chinês; veja detalhes

2 min de leitura
Imagem de: Xiaomi Mi 11 chega oficialmente ao mercado chinês; veja detalhes
Imagem: Reprodução
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

Depois de diversos rumores e vazamentos, aconteceu, nesta segunda-feira (28), o anúncio oficial do Xiaomi Mi 11, novo flagship 5G da companhia chinesa e o primeiro do mercado a carregar o chip Snapdragon 888.

Com display OLED de 6,81 polegadas, resolução de 3200x1440 pixels e taxa de atualização de 120 Hz, que se adapta ao conteúdo exibido e é reduzida conforme a necessidade, a proteção da tela é garantida pelo Gorilla Glass Victus, e o aspecto arredondado do aparelho é uma de suas características mais marcantes.

Obviamente, as especificações não param por aí, pois 515 ppi de densidade e taxa de resposta ao toque de 480 Hz também foram revelados.

Flagship da Xiaomi é finalmente revelado.Flagship da Xiaomi é finalmente revelado.Fonte:  Reprodução 

Falando de câmeras, a parte traseira do Mi 11 possui um conjunto de três lentes, sendo a principal de 108 MP com abertura f/1.85, a ultrawide de 13 MP com abertura f/2.4 e 123 graus de campo de visão e a macro de 5 MP com abertura f/2.4. Para selfies, a frontal é de 20 MP com abertura f/2.4. Aliás, gravação de vídeo 8K e tecnologia HDR10+ fazem parte do pacote.

Por sua vez, a bateria de 4.600 mAh pode ser recarregada com fio (55 W, porta USB-C), sem fio (50 W) e por meio de carregamento reverso sem fio (10 W). Além disso, o smartphone contará, logo de cara, com o sistema operacional MIUI 12.5 (baseado no Android 11), sendo capaz, inclusive, de parear dois dispositivos por Bluetooth ao mesmo tempo.

Opções com e sem carregadores e cabos terão o mesmo preço, ficando a cargo do consumidor escolher qual deseja.

Detalhe do conjunto de câmeras traseiro do Xiaomi Mi 11.Detalhe do conjunto de câmeras traseiro do Xiaomi Mi 11.Fonte:  Reprodução 

Sistema robusto

Três versões da novidade estarão disponíveis, sendo duas delas com 8 GB de RAM LPDDR5 (armazenamento de 128 GB ou 256 GB) e uma com 12 GB (256 GB de armazenamento). Conexões Wi-Fi 6, NFC e IR Blaster também estão entre as funcionalidades. Por fim, alto-falantes estéreo Harman Kardon garantem a reprodução de áudio.

Quanto às cores, existem os dispositivos Midnight Gray, Horizon Blue e Frost White (em vidro fosco antirreflexo) e Lilac Purple e Honey Beige (em couro vegano). Sensor óptico de impressão digital no display finaliza o aparelho e garante a segurança do usuário.

Cinco cores fazem parte do pacote.Cinco cores fazem parte do pacote.Fonte:  Reprodução 

Em pré-venda a partir de hoje no mercado chinês, o Xiaomi Mi 11 de 128 GB custará 3.999 yuans (R$ 3.208 em conversão direta); 4.299 yuans, com 256 GB de armazenamento e 8 de RAM (R$ 3.445); e 4.699 yuans (R$ 3.767), com 12 GB de RAM e 256 GB de armazenamento.

Por enquanto, não existem detalhes para a chegada do flagship a outros países, que acontecerá oficialmente no país asiático em 1º de janeiro de 2021.