iPhone 12 deixa Galaxy Note 20 comendo poeira em benchmark 'real'

1 min de leitura
Imagem de: iPhone 12 deixa Galaxy Note 20 comendo poeira em benchmark 'real'
Imagem: Reprodução
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

Tela gigante, câmeras avançadas e muita memória são oferecidas pelo Galaxy Note 20 Ultra. Entretanto, como ele se sai competindo com um rival e tanto, como o iPhone 12? Gary Sims, do Android Authority, decidiu tirar essa teima e colocou ambos os aparelhos em um benchmark realista, o Speed Test G. Spoiler: o dispositivo da Samsung comeu poeira.

Ele foi superado pela novidade da empresa da Maçã em todos os aspectos, que finalizou os testes orientados à CPU em 32,5 segundos, contra 38 segundos do aparelho da gigante sul-coreana. Além disso, o iPhone 12 venceu em uso de GPU e testes de uso misto, mesmo rodando visuais em resoluções mais altas – sendo que a do Note foi reduzida para 1080p.

Por fim, se o objetivo é conhecer a velocidade dos dois, mais um ponto para a Apple: em 1 minuto e 3 segundos, concretizou a avaliação, levando 14 segundos a menos que a concorrente. É preciso ressaltar que Speed Test G se concentra na capacidade de o smartphone executar aplicativos em vez de carregá-los, representando uma verdadeira avaliação de processamento, não se limitando aos desempenhos de memória e armazenamento.

Ou seja, trata-se de um combate entre o chip A14 Bionic aliado ao sistema operacional iOS e o Snapdragon 865 Plus rodando Android.

É treta!

Ainda que explicações mais detalhadas sobre os resultados não tenham sido fornecidas por Gary, o Android Authority sugere que o design de 5 nm do Bionic desempenhe papel fundamental – já que se trata da tecnologia mais recente da Apple competindo com um chip de 7 nm, menos eficiente. A questão toda se complica quando os preços nos Estados Unidos são levados em consideração.

Enquanto o Galaxy Note 20 Ultra custa, em média US$ 1,3 mil por lá, o iPhone 12 sai por US$ 799. A realidade, claro, não é exatamente a mesma no Brasil, mas que investir em um aparelho premium demanda pesquisa para que arrependimentos não surjam mais tarde, bem, isso serve para todo mundo.

iPhone 12 deixa Galaxy Note 20 comendo poeira em benchmark 'real'