Xiaomi Redmi 9, 9 Pro Max e possível Galaxy A21s são flagrados na Anatel

1 min de leitura
Imagem de: Xiaomi Redmi 9, 9 Pro Max e possível Galaxy A21s são flagrados na Anatel
Imagem: Xiaomi/Divulgação
Avatar do autor

Anunciados há pouco tempo, o Xiaomi Redmi Note 9 e Redmi Note 9 Pro Max foram homologados pela Anatel, o que indica chegada ao mercado nacional. Flagrados no site da Agência nesta quarta-feira (6), ambos os celulares intermediários devem chegar em breve às lojas brasileiras.

Modelos identificados como M2003J15SS e M2003J6B2G foram encontrados no Sistema de Certificação e Homologação da agência. O primeiro deles é o Redmi Note 9, de processador Mediatek Helio G85 e 3 GB de RAM, o mais básico entre os seus irmãos e com foco em fotografia. O segundo seria o Redmi Note 9 Pro Max, equipado com processador Qualcomm Snapdragon 730G, 6 GB de RAM e 5.020mAh.

Ambos os modelos contam com um poderoso conjunto quadruplo de câmeras traseiras e uma frontal. Além disso, possuem tela IPS LCD Full HD+ e armazenamento partindo de 64 GB.

a.  Xiaomi/Divulgação 

Se lançados, a sequência de valores entre os aparelhos da família será: Redmi Note 9, Redmi Note 9S e Redmi Note 9 Pro Max, o melhor da geração de 2020.

Ainda que o preço não tenha sido divulgado, podemos utilizar o lançamento do Redmi Note 9S por aqui como parâmetro. Quando lançado, a variante de 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento alcançava os R$ 2799 e chegava aos R$ 2999 no modelo mais parrudo.

Com isso em mente, o Redmi Note 9 Pro Max custará ainda mais caro, já que acompanha câmeras melhores e outros aprimoramentos; enquanto o Redmi Note 9 chegaria por um valor mais atrativo.

a.  Xiaomi/Divulgação 

Galaxy A21s chegando aí?

Outro aparelho flagrado no site da Anatel foi o Samsung Galaxy A21s. Sua documentação foi publicada antes dos modelos da Xiaomi, mas o aparelho não foi oficializado pela Samsung em nenhum anúncio da marca. Portanto, informações sobre o aparelho ainda são escassas e podemos confiar nos poucos detalhes divulgados pela agência nacional.

Pelo documento de homologação, o Samsung Galaxy A21s terá suporte à conexão 2G, 3G e 4G (com banda 28) e Wi-Fi 2.4 GHz e 5 GHz. Podemos esperar um aparelho próximo das características do seu modelo base, que teve características vazadas pelo site Android Headlines — revelando câmeras quadruplas enfileiradas, tela AMOLED e processador Exynos 7904, com 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento.

É necessário ressaltar que a documentação da Anatel não confirma a chegada dos aparelhos no mercado nacional, mas indica interesse das empresas de vendê-los no Brasil.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Xiaomi Redmi 9, 9 Pro Max e possível Galaxy A21s são flagrados na Anatel