Coronavírus: fábricas do iPhone na Índia são fechadas

1 min de leitura
Imagem de: Coronavírus: fábricas do iPhone na Índia são fechadas
Fonte: Wikimedia Commons
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

Nesta terça-feira (24), fabricantes de componentes do iPhone na Índia anunciaram o fechamento de suas instalações no país. A medida faz parte do combate à pandemia do novo Coronavírus (COVID-19) e segue uma determinação do primeiro-ministro do país, Narendra Modi.

Uma das afetadas pela medida é a Foxconn, que suspendeu as operações na fábrica no mínimo até o dia 14 de abril — uma janela que pode ser ampliada para o caso de piora da pandemia no país ou por novas determinações do governo. Já a Wistron, que também produz sob contrato com a Apple, também confirmou a paralisação, sem definir um período específico.

Ambas as companhias são algumas das maiores produtoras de eletrônicos do mundo, com várias gigantes do setor como parceiras em encomendas. A pausa, mesmo que por algumas semanas, pode afetar o estoque e talvez até o lançamento de alguns dispositivos. O iPhone 9, por exemplo, que ainda não foi anunciado oficialmente e deve ser uma versão de baixo custo da linha de celulares da empresa, estaria neste mês em fase crítica da produção em massa de novas unidades.

Esperança de melhora

Segundo a Bloomberg, a Wistron acredita que o isolamento forçado em países como Índia e Malásia será "de curto prazo", sem afetar em larga escala o fornecimento de aparelhos às marcas.

Vale lembrar que a Apple não possui uma grande fatia de mercado na Índia e em países vizinhos, com altas tarifas de importação e sem chances contra concorrentes mais baratas, como a Xiaomi. Entretanto, a região é bastante visada para a instalação de fábricas de empresas parceiras.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Coronavírus: fábricas do iPhone na Índia são fechadas