Justiça chinesa decide contra o uso da marca MIX pela Xiaomi

1 min de leitura
Imagem de: Justiça chinesa decide contra o uso da marca MIX pela Xiaomi
Avatar do autor

Um tribunal de Pequim decidiu, inicialmente, contra o uso da marca MIX pela Xiaomi. A adoção da denominação pela fabricante é considerada uma violação de marca registrada, uma vez que outra empresa já registrou o nome.

Aproximadamente 1 mês após o lançamento do primeiro smartphone da série em questão, em 14 de novembro de 2016, a Xiaomi teria pedido a marca na China sem saber que 2 anos antes, em 23 de novembro de 2014, outra empresa já havia feito uma solicitação para a mesma denominação. Em março deste ano, o caso foi levado ao tribunal de Pequim depois que Xiaomi se recusou a responder à disputa de marca registrada.

Xiaomi (Fonte: Exame/Reprodução)
(Fonte: Exame/Reprodução)

Consequências da decisão

Foi acordado que a Xiaomi não tem mais o direito à marca registrada, com base no Artigo 69 da Lei Administrativa da República Popular da China. A decisão da justiça pode trazer uma enorme mudança à série Mi MIX e afetar o lançamento do top de linha Mi MIX 4, uma vez que obriga a empresa a modificar o nome da série, o que poderia afetar a imagem da fabricante e a saída de um dispositivo que está quase pronto.

No entanto, existe a possibilidade de um acordo entre a empresa detentora da marca e a Xiaomi para que esta possa continuar a usar o nome em seus dispositivos. A fabricante ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Justiça chinesa decide contra o uso da marca MIX pela Xiaomi