Estudo: bateria do iPhone dura bem menos do que o divulgado pela Apple

1 min de leitura
Imagem de: Estudo: bateria do iPhone dura bem menos do que o divulgado pela Apple
Avatar do autor

A Which?, uma empresa da Associação de Consumidores do Reino Unido, questionou e investigou a duração da bateria dos smartphones da Apple e constatou que a autonomia dos iPhones está bem abaixo do que é divulgado nas propagandas veiculadas pela fabricante.

Os testes foram realizados em nove iPhones e nenhum durou o tempo informado pela Apple. A maior discrepância está no iPhone XR, que permaneceu ligado por 16 horas e 32 minutos, muitas horas a menos em relação às divulgadas 25 horas de carga.

(Fonte: Apple/Divulgação)

A Which? também teve outras empresas como alvo dos testes, como HTC, Nokia, Samsung e Sony. Assim como a Apple, a HTC "superestimou" o tempo de bateria de seus dispositivos — cerca de 5% a mais, uma diferença não tão exagerada quanto a da Maçã. Por outro lado, os testes das outras três empresas revelaram dispositivos que se mantiveram ligados por mais tempo do que foi divulgado, com destaque para o Xperia Z5 Compact, da Sony, que permaneceu ativo por 25 horas e 52 minutos, mais do que as 17 horas estimadas pela companhia japonesa.

Resposta da Apple

Em defesa de seus smartphones, a Apple garante testar rigorosamente os próprios produtos e divulgar estimativas inferiores aos resultados alcançados. "O iPhone é construído para gerenciar energia de forma inteligente e maximizar o tempo de bateria", afirma a companhia.

Além disso, a Maçã questiona o método utilizado pela Which? — que não foi divulgado. Junto a essa réplica, ela publicou a metodologia utilizada para verificar o funcionamento das próprias baterias. O link para o artigo da Apple pode ser encontrado aqui (em inglês).

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Estudo: bateria do iPhone dura bem menos do que o divulgado pela Apple