[Atualização - 22/04 - 14h51] A Samsung confirmou o adiamento global do lançamento do Galaxy Fold. Em nota publicada em seu site oficial, a empresa confirmou que o atraso ocorre para uma avaliação profunda das informações vindas de e para realização de mais testes com o dispositivo. A empresa não confirma uma nova data de lançamento.

"Para avaliar integralmente os feedbacks [de analistas que tiveram o aparelho danificado], nós decidimos adiar o lançamento do Galaxy Fold", informa a Samsung. "Planejamos anunciar uma data de lançamento nas próximas semanas", completa.

Abaixo, segue a notícia original:

Apesar de ter negado qualquer atraso na última semana, a Samsung resolveu dar um passo atrás e adiar o lançamento do Galaxy Fold em vários países, inclusive nos Estados Unidos e na China, dois dos principais mercados mobile da atualidade. A informação foi publicada hoje (22) por alguns veículos da imprensa e confirmada por um porta-voz da companhia.

Mais cedo, o SamMobile já citava fontes a par do tema para informar que a Samsung adiou o lançamento do Galaxy Fold na China, adiando, também, dois eventos ligados ao dispositivo programados para terça (23) e quarta (24). A informação foi corroborada pelo sempre preciso vazador Ice Universe e pelo editor-chefe da filial chinesa do site Engadget Richard Lai.

A explicação inicial para o atraso na China seria a de problemas de última hora com varejistas, o que também não foi confirmado pela Samsung. Porém, a empresa teria enviado um comunicado ao Channel News Asia confirmando o atraso para realizar alguns ajustes nos portáteis.

“À luz dos recentes feedbacks de um limitado número de unidades do Galaxy Fold enviadas à imprensa para análise, a Samsung está tomando tempo para garantir que as unidades do Fold estejam em ótima forma para a sua experimentação no evento”, informou um representante da companhia.

Problema global

Além da China e dos EUA, a Samsung também adiou o lançamento do Galaxy Fold em outras partes do mundo. Segundo informam SamMobile e Wall Street Journal (WSJ), o adiamento acontece nos Estados Unidos, na Espanha e em Singapura, o que também pesa contra a teoria de um adiamento na China por problemas com o varejo.

O atraso nos Estados Unidos talvez seja o mais significativo justamente porque a Samsung afirmou na semana passada que a programação original, com lançamento para 26 de abril, seria mantido. As fontes consultadas pelo WSJ falam que o atraso nos Estados Unidos será de “pelo menos um mês”.

Na Europa, a pré-venda foi confirmada para começar em 26 de abril, com as entregas, e portanto o lançamento de fato, ocorrendo a partir de 3 de maio.

Relembre o caso

Na semana passada, quando as primeiras unidades do Galaxy Fold foram enviadas à imprensa para análise, começaram a pipocar relatos de aparelhos quebrados com poucos de uso. Apesar de alguns deles terem sido ocasionados possivelmente pela remoção de uma película sobre a tela que não deveria ser removida, outros indicavam situações mais graves — o caso já vem sendo chamado de "Foldgate".

Ao que tudo indica, a Samsung resolveu olhar com cuidado para esta situação e quer investigar tudo de perto para não correr o risco de passar por problemas semelhantes aos do Galaxy Note 7.