Não dá para dizer que elas são exatamente populares, mas as máquinas com Windows 10 e processadores com arquitetura ARM existem e a Mozilla se mostra como uma das organizações que apostam na ideia. Tanto é que a empresa lançou hoje a primeira versão Beta do Firefox para este tipo de computador.

A existência de uma versão do Firefox para computadores com processador Snapdragon foi anunciada pela Mozilla e pela Qualcomm ainda em 2018. Essa nova versão do navegador redireciona toda a tecnologia Quantum para rodar perfeitamente nos processadores de oito núcleos da fabricante chinesa e deve resultar em desempenho aprimorado considerável.

Vantagens

Uma das principais vantagens do uso de chipsets ARM é a possibilidade de manter as máquinas sempre ligadas e com baixo consumo energético na comparação com outras arquiteturas — em suma, algo que já acontece com tablets e smartphones.

Como ainda não existem muitos notebooks usando processadores Snapdragons disponíveis por aí, é provável que pouca gente consiga experimentar a nova versão do Firefox. Ela está disponível para download aqui.