A fabricante chinesa Xiaomi anunciou na madrugada desta quarta-feira (20) o seu novo smartphone top de linha, o Xiaomi Mi 9, além de uma segunda versão, o Xiaomi Mi 9 SE.

Como já havia sido confirmado pela própria empresa, o destaque em desempenho do modelo é o processador Qualcomm Snapdragon 855, mas esse não é o único grande fator de atenção. O smartphone traz ainda uma câmera traseira em esquema triplo com uso de inteligência artificial e é o primeiro do mundo a contar com o carregamento sem fio de 20 W.

Aposta em poder

As especificações técnicas do Xiaomi Mi 9 são mesmo de impressionar. O processador, feito na arquitetura de 7 nm, combina forças com a GPU Adreno 640, que é 20% melhor que a geração anterior. O modelo ainda traz um motor de Inteligência Artificial de quarta geração para garantir performance de IA três vezes mais rápida para as mais diversas funções.

A tela de 6,39" AMOLED se combina de forma orgânica com o design traseiro curvo, que é também ergonômico. O esquema de brilho da carcaça ainda traz efeitos reflexivos únicos — e uma combinação de cores diferente cada vez que você pega o dispositivo.

Um celular.

O leitor biométrio está embutido na tela e, quando você faz o desbloqueio, tem acesso a uma nova interface que traz atalhos de funções rápidas, como busca e câmera. O notch é em forma de gota, com espaço dedicado somente para a câmera frontal.

Para os seus cliques

Falando em fotografia, o esquema traseiro de câmeras conta com o recente sensor de 48 MP Sony IMX586. A combinação dele com os outros dois sensores traz fotos de alta qualidade mesmo em condições de baixa luminosidade, combinando pixels para um resultado otimizado. Detector de fases híbrido e autofoco garantem cliques rápidos sem tremidas ou borrões.

O sensor de 48 MP é acompanhado de um de 16 MP ultra-wide para paisagens e grandes grupos de pessoas, além de um de 12 MP telefoto. O aparelho já garantiu o terceiro lugar geral no renomado ranking de câmeras DxOMark, com a captura de vídeo recebendo a nota 99.

Em termos de software, ele traz um modo "Superlua" para você tirar ótimas fotos do satélite natural sem precisar de tripé e com iluminação própria, além de um modo de vídeo que segue objetos e, com estabilização digital, faz parecer que você gravou utilizando um gimbal.

Recarga em velocidade máxima

Por fim, o carregamento rápido do aparelho traz energia o mais rápido possível para a bateria de 3.300 mAh. A recarga rápida funciona tanto nos modos com e sem fio. No modo com fio, ele segue o padrão do Quick Charge 4+ da Qualcomm, carregando 70% do aparelho em apenas 30 minutos e totalmente em uma hora.

Um carregamento sem fio

A empresa ainda aprimorou a arquitetura do carregamento sem fio para obter melhores resultados em velocidade. Junto com os aparelhos, três novos acessórios foram lançados: um Mi Wireless Charging Pad de 20 W, um novo carregador veicular e um powerbank sem fio de 10.000 mAh.

Versões especiais

Além do Mi 9, a Xiaomi apresentou duas versões alternativas para o modelo — para o consumidor que deseja um aparelho ainda mais especial que o original. A Mi 9 Transparent Edition tem uma traseira com efeito de vidro translúcido, permitindo a você enxergar alguns dos componentes. Além disso, ele vem com absurdos 12 GB de RAM e uma lente melhorada nas câmeras.

Um celular.A versão "Transparent"

Tem ainda o Mi 9 SE, que é uma versão compacta, mas ainda top de linha. Ele traz algumas configurações diferentes, com o chip Snapdragon 712 e a tela levemente menor, com 5,99", mas mantém a maioria dos componentes top de linha.

Disponibilidade

A nova família Mi 9 de smartphones começa a ser vendida na China em 26 de fevereiro, mas a pré-venda se inicia hoje. O Mi 9 custará 2.999 Yuan (R$ 1.642) na versão 6 GB de memória RAM e 128 GB de armazenamento interno e 3.299 Yuan (R$ 1.810) com 8GB e 128 GB.

O Mi 9 Transparent Edition deve sair por 3.999 Yuan (R$ 2.189) com 12 GB e 256 GB e o Mi 9 SE sai por 1.999 Yuan (R$ 1.095).

Vale lembrar que o Brasil voltou recentemente a receber de forma oficial produtos da Xiaomi, mas por enquanto modelos top de linha não foram confirmados no país. A chinesa ainda terá uma conferência de anúncio um dia antes da MWC 2019, em 24 de fevereiro, onde novos aparelhos devem ser apresentados. Fique ligado!